José Patrício|Estadão
José Patrício|Estadão

Pequenos paulistas querem surpreender os favoritos à taça

Seis representantes sonham imitar os campeões Paulista e Santo André

Fábio Hecico, O Estado de S. Paulo

15 de março de 2016 | 07h00

Qual torcedor imaginaria que Santo André e Paulista calariam Maracanã e São Januário lotados, diante de Flamengo e Fluminense, numa decisão? Eles conseguiram a proeza e viraram inspiração para muita gente, principalmente os clubes paulistas de menor tradição. Nesta 28.ª edição do torneio, seis equipes do Estado esperam repetir o feito da equipe do ABC, em 2004, e da de Jundiaí, em 2005, apesar da disparidade para as potências brasileiras.

Sensação no Campeonato Paulista, a Ferroviária vem surpreendendo. A Locomotiva de Araraquara tentará repetir, na competição nacional, as boas apresentações deste início do primeiro semestre no torneio estadual.

 

A Ponte Preta contratou bastante gente para a temporada 2016. O time tem mostrado evolução e espera, ao menos, conseguir chegar às fases mais agudas do torneio. A Portuguesa, que tenta se reorganizar para voltar aos seus dias de glória, também disputa o torneio. Na segunda divisão do Paulistão, o time busca a redenção no torneio Nacional. O Red Bull Brasil, com bom investimento, faz sólida campanha no Paulistão e pela primeira vez disputará um torneio com todos os grandes times do País, em um bom teste de fogo para a equipe.

O tradicional Bragantino, que também disputa a Série A2 do Paulista, vai apostar em sua defesa para tentar avançar as primeiras fases. Por fim, o Linense é o sexto time pequeno paulista que disputará a Copa do Brasil. Seu maior destaque é o atacante William Potker, que tem grande poder de finalização, mas, graças às boas atuações, já despera o interesse de clubes grandes e pode não ficar muito tempo em Lins.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.