Bruno Cantini / Atlético Mineiro
Bruno Cantini / Atlético Mineiro

'Perder na Libertadores não é assombroso', diz Roger após derrota do Atlético-MG

Técnico reclama do gramado, que teria atrapalhado o futebol do time mineiro

Estadao Conteudo

20 de abril de 2017 | 10h18

O técnico Roger Machado não gostou da atuação do Atlético-MG na derrota para o Libertad por 1 a 0, na última quarta-feira. Ainda assim, considerou normal o tropeço por se tratar de uma partida de Libertadores fora de casa e por conta da péssima condição do gramado em Assunção.

"A gente tem que analisar o contexto geral, acreditar que o trabalho está sendo bem desenvolvido, mas que os tropeços virão. Perder na Libertadores não é algo assombroso. Temos grupo para ser líder da competição e entramos como favoritos em função do talento do nosso elenco. Perder da forma como perdemos neste gramado é que a gente que salientar", comentou.

Como seus comandados, Roger lamentou bastante o estado do campo no estádio Nicolás Leoz, castigado pela forte chuva que caiu na capital paraguaia. Para o treinador, este foi o principal motivo de mais uma atuação pouco inspirada do Atlético-MG.

"Nossa tática não funcionou como queríamos por causa do estado do gramado. Mas de qualquer forma, no segundo tempo a gente entrou no jogo. Nós tínhamos que jogar também, mas a chuva que caiu no começo da partida impossibilitou que fizéssemos isso", afirmou.

Roger só discordou que o Atlético-MG não tenha evoluído desde sua chegada ao clube, no início da temporada. "Nos últimos jogos, temos criado muito. Hoje, foi um jogo em que a impossibilidade de finalizar teve muito da postura do adversário e do fato de a gente não ter conseguido jogar em um gramado tão pesado. Que não sirva de desculpa, claro, mas temos que colocar na análise essas variáveis."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.