Pérez confirma candidatura à presidência do Real Madrid

O empresário espanhol Florentino Pérez oficializou nesta quinta-feira sua candidatura à presidência do Real Madrid, nas eleições que serão realizadas após o fim da temporada europeia. Ele comandou o clube entre 2000 e 2006, e ficou famoso por inaugurar a era dos "galácticos", com as contratações bombásticas de Figo, Zidane, Ronaldo, Beckham e Owen, entre outros jogadores. Robinho e o técnico Vanderlei Luxemburgo também foram contratados em seu mandato.

AE, Agencia Estado

14 de maio de 2009 | 11h22

A política rendeu ao clube os títulos da Liga dos Campeões e do Mundial Interclubes, em 2002, e os títulos espanhóis de 2001 e 2003, mas foi muito criticada pelo excesso de gastos e pela preocupação maior com o marketing do que com o mérito esportivo.

Pérez deixou o clube em fevereiro de 2006, renunciando meses antes do fim do mandato, e admitiu que errou. "Pensei apenas no bem do Real Madrid, era meu único objetivo, mas foi um erro", afirmou o dirigente. Ele disse que pretende, se eleito, chamar de volta o ex-jogador Jorge Valdano para comandar o futebol, e disse que Zidane também tem perfil para ocupar um cargo.

Sobre reforços, preferiu ser mais modesto e evitou promessas de contratações. Mas elogiou Cristiano Ronaldo, do Manchester United, e Kaká, do Real Madrid, principais sonhos da torcida. "São craques, os melhores do mundo, e é claro que sempre interessam", desconversou.

O dirigente disse que sua principal missão será recuperar a grandeza do clube, que viu a renúncia do presidente Ramon Calderón, em janeiro, acusado de forjar votos no conselho. "É vital assentar as bases de um modelo de organização, blindado contra atos irresponsáveis e irregulares como vimos nos últimos tempos", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolReal MadridFlorentino Pérez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.