Divulgação
Divulgação

Pernambuco e Bahia divulgam novo balanço de suas arenas para a Copa

Os dois estádios estão previamente incluídos no calendário da Copa das Confederações de 2013

Almir Leite, O Estado de S.Paulo

28 de agosto de 2012 | 17h08

SÃO PAULO - Os responsáveis pela Arena Fonte Nova e Arena Pernambuco, os dois estádios previamente incluídos no calendário da Copa das Confederações de 2013, mas que ainda precisam ser confirmados pela Fifa, divulgaram nesta terça-feira novo balanço sobre o avanço das obras, mostrando evolução. O estádio de Salvador atingiu 70% de conclusão; o de São Lourenço da Mata, região metropolitana do Recife, chegou a 51,64%, segundo informações oficiais.

A Fifa vai dar uma posição definitiva sobre o aproveitamento dos dois estádioss em novembro – há uma pequena possibilidade de antecipação desta decisão. O sorteio dos grupos do evento-teste para a Copa do Mundo de 2014 será realizado dia 1º de dezembro, em São Paulo.

A preocupação com a Arena Pernambuco, que deverá ser palco de três jogos da Copa das Confederações de 2013, é maior. Pelo balanço apresentado por seus engenheiros e responsáveis, relativo ao mês de julho, a obra avançou 3% em 30 dias e não chegou aos 54,97% que o governo estadual havia estabelecido. Ficou perto: 51,64%. Recentemente, o estádio enfrentou nova greve – atualmente cerca de 4 mil operários trabalham no local.

De acordo com a construtora Odebrecht, a estrutura do estádio, que tem custo estimado em R$ 530 milhões, está 70% concluída. A confecção das arquibancadas atingiu 62% de execução. Também já foi iniciada a pré-montagem do teto, que vai cobrir 80% dos 46 mil assentos da arena.

Em relação à Arena Fonte Nova, o governo da Bahia, ao divulgar que 70% dos trabalhos estão executados, informou também que o processo de acabamento está sendo feito (foram executados, por exemplo, 70% da colocação de pisos e 17% do revestimento) e que em dezembro o estádio estará totalmente coberto. Nesta terça-feira, foi finalizada a colocação do último lance das arquibancadas e que os acessos às rampas laterais estão em fase adiantada. O custo do estádio de Salvador, que está sendo erguido em regime de Parceira Público-Privada, deve alcançar ao menos R$ 786 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014arenas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.