Perseverança garante Jamelli para 2004

Dos jogadores ameaçados pelo risco de demissão no Corinthians, Jamelli é o candidato único à sobrevivência. O atacante conseguiu reverter uma situação crítica no clube e pode ser poupado da lista negra no final do ano. Nas reuniões diárias entre o técnico Juninho e o diretor-técnico Roberto Rivellino, o jogador tem sido muito elogiado por sua perseverança. Só precisa não se perder nos últimos quatro jogos do Campeonato Brasileiro.Já o meia Robert, que chegou ao Parque São Jorge quase junto com Jamelli, em agosto, não deve ser aproveitado em 2004. Ao lado do zagueiro César e do volante Cocito encabeça a lista dos jogadores que serão dispensados no fim do ano. César ainda tem como agravante o salário. Consta que ele ganha duas vezes mais do que os titulares Anderson e Marquinhos, juntos.Alguns jogadores jovens também estão sendo avaliados e podem voltar às categorias de base. Não é o caso de Jô e Abuda, que foram cedidos ao time sub-17 para a disputa das semifinais do Campeonato Paulista. Mas quem não aprovar poderá ser rebaixado para as categorias de base ou ser emprestado para ganhar experiência.Apesar do risco de demissão, a maioria dos jogadores aguarda o futuro com reservas. Jamelli nem imagina que possa não sobreviver. ?Cada um procura encontrar uma motivação nesse final de campeonato. A minha é a de permanecer no Corinthians. Restam quatro jogos e há muita gente observando.?Alguns, que não estão ameaçados pela lista negra, podem sair porque não pertencem ao Corinthians. Nesse caso estão Doni, Rogério e Fabinho, cujos direitos federativos são de terceiros, principalmente da ex-parceira Hicks Muse. Todos, porém, já disseram que não pretendem deixar o Parque São Jorge. ?Não vou sair daqui contra a minha vontade?, avisa o goleiro. ?Não adianta tentarem me mandar para o Afeganistão que não vou.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.