Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Perto da Copa América, estrangeiros do Palmeiras miram confirmar convocação

Borja e Gómez querem usar os próximos jogos do time para garantirem a participação no torneio

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

17 de abril de 2019 | 04h30

O Palmeiras retomou nesta terça-feira os treinamentos com uma motivação especial para dois jogadores. O zagueiro paraguaio Gustavo Gómez e o atacante colombiano Miguel Borja consideram essa nova fase da temporada como uma etapa decisiva para demonstrarem serviço e se garantirem nas convocações das suas seleções para a disputa da Copa América, no Brasil, a partir de junho.

Após a pré-temporada, em janeiro, o período de duas semanas sem jogos até enfrentar o Melgar, no dia 25, pela Copa Libertadores, será uma espécie de segundo estágio preparatório para o Palmeiras em 2019. O time terá mais 13 jogos para disputar na temporada antes da pausa no calendário para a disputa da Copa América, mas Gómez e Borja terão bem menos tempo para se garantirem nas convocações das suas seleções.

As listas dos países que vão disputar a competição devem ser divulgadas em meados de maio. Até lá os atletas vão procurar garantir presença com boas atuações nos jogos que terão pela frente. Depois do Melgar, o Palmeiras terá a estreia no Campeonato Brasileiro, contra o Fortaleza, no Allianz Parque. Quem tem chance maior de ser chamado é o zagueiro Gómez.

O paraguaio foi nomeado capitão da seleção nos dois amistosos de março, realizados contra Peru e México nos Estados Unidos. Gómez integrou o elenco do país que disputou a Copa América Centenário, em 2016. Recém-contratado, o técnico argentino Eduardo Berizzo deve chamar para a Copa América no Brasil um grupo parecido ao montado para a última data Fifa.

Borja também tem a expectativa de ser chamado pela Colômbia. O atacante disputou a última Copa do Mundo pelo país e em fevereiro, recebeu no Brasil a visita do novo treinador da seleção, o português Carlos Queiroz. O técnico acompanhou no Pacaembu a partida entre Palmeiras e Bragantino, pelo Campeonato Paulista, e após o jogo foi ao vestiário conversar com o atacante e com o treinador Luiz Felipe Scolari.

No entanto, nos amistosos de março realizados na Ásia contra Japão e Coreia do Sul, o palmeirense não foi convocado. Queiroz apostou na ocasião em testar nomes mais jovens, como Morelos e Diaz. Borja tem sido reserva do Palmeiras nas últimas partidas, mas espera voltar a ser utilizado nos próximos jogos para recuperar o espaço na seleção colombiana.

Gómez e Borja podem ainda se enfrentar pela Copa América. Paraguai e Colômbia estão no grupo B e jogam pela terceira rodada da competição em 23 de junho, na Fonte Nova, em Salvador. Argentina e Catar são as duas outras seleções da chave.

Dos brasileiros, o atacante Dudu é quem tem mais chance de ser chamado para a Copa América. O jogador foi chamado pelo técnico Tite em outras ocasiões e torce por uma nova lembrança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.