Reprodução
Reprodução

Perto de acerto, Rogério Ceni quer estabilidade para trabalhar

Goleiro quer ter tempo para realizar um trabalho a longo prazo no São Paulo

Marcius Azevedo e Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

24 de novembro de 2016 | 06h03

O São Paulo está bem perto de anunciar Rogério Ceni para ser o sucessor de Ricardo Gomes. O ex-goleiro tricolor já tem acerto verbal para substituir o técnico que foi demitido na quarta-feira, após um desempenho ruim à frente do clube no Campeonato Brasileiro. A intenção é que o contrato seja assinado para anunciá-lo em breve.

Além da promessa de reforços, Rogério Ceni pediu ao presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, estabilidade para trabalhar. Com uma identificação enorme com o clube, o ex-goleiro não quer colocar em risco sua carreira se os resultados não forem positivos logo de início.

Inicialmente, o ídolo são-paulino pediu um contrato de três anos para para poder realizar um projeto a longo prazo, mas há chance de acertar vínculo mais curto, de um ou dois anos, com multa rescisória alta. Até pelo momento político do clube, com eleições presidenciais em abril, Leco não poderia fazer um contrato tão longo.

Nas conversas com o dirigente, que começaram muito antes da demissão de Ricardo Gomes, Rogério Ceni apresentou todos os detalhes do projeto para assumir o clube. O dirigente gostou do que ouviu. O ex-goleiro pretende colocar em prática um conceito de futebol moderno, espelhado em grandes treinadores como Sampaoli, Guardiola e Mourinho.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.