Oscar del Pozo / AFP
Oscar del Pozo / AFP

Perto de acordo com o Barcelona, Griezmann não se reapresenta no Atlético de Madrid

Campeão do mundo com a França se despediu do Atlético de Madrid no fim da temporada passada; multa rescisória é de 120 milhões de euros

Redação, Estadão Conteúdo

07 de julho de 2019 | 17h50

Prestes a se transferir ao Barcelona, o atacante Antoine Griezmann não se apresentou neste domingo para o início da pré-temporada do Atlético de Madrid, em Los Ángeles de San Rafael, mesmo depois de o clube da capital espanhola exigir, em nota publicada na última sexta-feira, que o jogador estivesse presente neste domingo para o início dos treinamentos juntamente com os outros companheiros do elenco.

Sem o pagamento da multa rescisória, que caiu no dia 1º de julho para 120 milhões de euros (R$ 514,32 milhões) - antes era de 200 milhões de euros (R$ 857,44 milhões) -, o atacante francês permanece vinculado ao Atlético de Madrid.

A relação entre os clubes não é boa e piorou depois de o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, revelar que houve uma reunião no dia anterior com representantes do Atlético para negociar a transferência de Griezmann. Poucas horas depois da fala do mandatário do time catalão, o clube de Madri divulgou um comunicado oficial em seu site no qual acusa o rival de aliciar o jogador, que já teria a sua ida a Barcelona acordada desde março passado, e deixou claro que não aceitará vender o seu camisa 7.

No dia 14 de maio, Griezmann veio a público, por meio de um vídeo divulgado em suas redes sociais, para dizer que comunicou oficialmente ao técnico argentino Diego Simeone e à diretoria do Atlético de Madrid que não permaneceria no clube para a próxima temporada. Os dirigentes desconfiaram de algo e descobriram sobre as reuniões do Barcelona com o jogador.

De acordo com o Atlético de Madrid, as conversas entre Barcelona e Griezmann começaram em fevereiro passado, em meio ao duelo do time da capital espanhola contra a Juventus, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Em março, poucos dias depois da eliminação com a derrota por 3 a 0 em Turim, na Itália, o acordo do atacante francês com o clube catalão teria sido fechado, sem sequer consultar o Atlético.

Na última quinta-feira, o Barcelona pediu ao Atlético de Madrid que o pagamento da multa rescisória do jogador fosse adiado, o que foi prontamente recusado. "Evidentemente a resposta do Atlético de Madrid foi negativa, entendendo tanto que o Fútbol Club Barcelona como o jogador faltaram com respeito com o Atlético de Madrid e todos seus torcedores", afirmou o clube madrilenho em comunicado.

Sem Griezmann, o atacante português João Félix, a quarta contratação mais cara da história do futebol, foi a principal atração do primeiro dia de pré-temporada do Atlético de Madrid.

O colombiano Santiago Arias, o uruguaio José María Giménez e o ganense Thomas Partey, que defenderam suas seleções recentemente, se juntarão ao grupo mais tarde, assim como o brasileiro Renan Lodi, que passou por exames médicos neste domingo e está em vias de ser anunciado oficialmente como o novo reforço do clube espanhol. O lateral-esquerdo de 21 anos foi revelado pelo Athletico-PR e é uma das principais promessas do futebol brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.