Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Perto do 100º jogo pelo Palmeiras, Borja espera viver nova fase no clube

Colombiano não joga há um mês enquanto está perto de completar marca histórica de partidas

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 de abril de 2019 | 04h30

O atacante Miguel Borja está a uma partida de completar uma marca importante pelo Palmeiras, mas não tem muita expectativa sobre quando isso vai se concretizar. O colombiano tem 99 jogos disputado em pouco mais de dois anos de equipe, porém perdeu espaço no elenco do técnico Luiz Felipe Scolari e não tem sido utilizado nas últimas semanas.

O reforço trazido em fevereiro de 2017 por R$ 33 milhões não atua há cerca de um mês, quando participou do empate em 1 a 1 com o Novorizontino, pelo Campeonato Paulista. Desde então, o jogador ficou no banco de reservas e viu o concorrente direto, Deyverson, ser escalado como titular com regularidade nas partidas recentes da equipe na temporada. O estrangeiro ainda foi alvo de uma pichação.

A próxima oportunidade para Borja será na quinta-feira. O Palmeiras vai jogar contra o Melgar, no Peru, pela fase de grupos da Copa Libertadores, e pode apostar no atacante. O time depende só de um empate para garantir classificação antecipada para as oitavas de final da competição. No primeiro encontro entre as equipes, no Allianz Parque, o time brasileiro venceu por 3 a 0.

A Libertadores tem uma importância especial para Borja. O colombiano tem nove gols marcados na história do torneio, maior número entre os integrantes do elenco. O atacante está a apenas três gols de se igualar ao ex-meia Alex como o maior artilheiro do clube no torneio. Em segundo lugar está Tupãzinho, autor de 11 tentos.

Borja foi campeão da Libertadores em 2016 pelo Atlético Nacional, da Colômbia, e neste ano atuou em duas partidas da competição. Com 33 gols marcados em 99 jogos pelo Palmeiras, o colombiano está entre os dez estrangeiros que mais marcaram com a camisa alviverde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.