Robson Fernandjes/Estadão - 16/6/2012
Robson Fernandjes/Estadão - 16/6/2012

Peru pede para que Fifa tire duelo com a Argentina de La Bombonera

Federação destaca que diante da proximidade do encontro 'é complicada uma inspeção que assegure as exigências da Fifa'

Estadao Conteudo

11 de setembro de 2017 | 15h23

A Federação Peruana de Futebol pediu nesta segunda-feira à Fifa para que mude a sede da sua partida contra a Argentina pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, em 5 de outubro, alegando que o estádio de La Bombonera, definido como palco do encontro, já foi fechado em uma ocasião durante um jogo em 2015.

"Solicitamos a vocês que exortem a Associação de Futebol Argentino a determinar em Buenos Aires um estádio já inspecionado para a realização da partida", solicitou a federação do Peru em uma carta dirigida à secretária-geral da Fifa, Fatma Samba Diouf Samoura.

O Peru destacou que diante da proximidade do encontro, "é complicada uma inspeção que assegure" que as instalações de La Bombonera cumpram com "as exigências da Fifa, que preservam a integridade dos jogadores da Federação Peruana de Futebol, assim como os milhares de espectadores que viajarão desde o Peru para esta histórica partida".

Em 2015, no clássico entre Boca Juniors e River Plate por uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores, os jogadores do time visitante foram atacados com gás pimenta por um torcedor que rasgou o túnel inflável por onde os jogadores entram em campo. O ato provocou a eliminação do Boca do torneio continental.

Argentina e Peru farão um confronto decisivo por uma vaga na Copa do Mundo de 2018. A seleção peruana tem 16 pontos e está em quarto lugar, logo à frente da Argentina, que está com a mesma pontuação e vem atrás por causa dos critérios de desempate. Os quatro primeiros das Eliminatórias Sul-Americanas se classificam para o torneio e o quinto disputará uma vaga através da repescagem mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.