Gabriela Bilo/Estadão
Gabriela Bilo/Estadão

'Pés no chão' é o mantra do Palmeiras após vitória em clássico

Jogadores querem que vontade continue a mesma na sequência

O Estado de S. Paulo

31 de maio de 2015 | 18h30

Fim da sequência de dez jogos sem ganhar do maior rival, comemoração na casa do adversário e primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Nada disso parece suficiente para iludir os jogadores do Palmeiras. Após os 2 a 0 sobre o Corinthians, os atletas do alviverde pregaram um discurso unânime: pés no chão para a sequência do Brasileirão.

"Um time que faz o que fizemos aqui hoje com certeza vai ser cobrado. Temos tranquilidade para trabalhar até quinta-feira. Temos uma sequência difícil. Não tem um jogo fácil e como perdemos pontos em casa temos que recuperar fora", resumiu Fernando Prass.

O autor do primeiro gol da partida, Rafael Marques, comemorou o resultado, mas também preferiu pregar cautela. " Nada melhor que ganhar um jogo nesse atmosfera. Agora é melhorar e manter os pés no chão". 

Desde que foi derrotado pelo Santos na final do Campeonato Paulista, o Palmeiras vinha em uma sequência complicada e com dificuldades para mostrar o convincente futebol que o credenciou ao vice-campeonato estadual. No Brasileirão foram dois empates (contra Atlético-MG e Joinville) e uma derrota (em casa para o Goiás). Na última quarta-feira o empate sem gols com o Asa de Arapiraca, carrasco na Copa do Brasil em 2002, colocou mais pressão ainda em um time que entrou no nacional como uma das apostas para o título. 

"Foi uma vitória de superação. Havia uma desconfiança muito grande da nossa equipe. Mostramos nossa força, que temos um time competitivo e que vamos crescer na competição. Hoje não9 foi para dar resposta para ninguém, foi para dar uma reposta para o nosso grupo", disse o capitão Zé Roberto.

A próxima partida do Palmeiras será na quinta-feira, contra o Internacional.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.