PESQUISA ESTADO: Os melhores de 2016

PESQUISA ESTADO: Os melhores de 2016

Veja os vencedores da enquete feita com mais de 100 jornalistas e os eleitos pelo site do Estadão

O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2016 | 17h00

A tradicional pesquisa Melhores do jornal O Estado de S. Paulo, que começou em 1978, chegou a 39.ª edição em 2016.  Nesta temporada, os destaques foram o para o Palmeiras, campeão brasileiro, e seus jogadores, o craque Neymar, o técnico Tite e astros de outros do esporte mundial, como o jamaicano Usain Bolt. Abaixo, vejam os ganhadores em cada categoria.

SELEÇÃO DO ANO

O campeão nacional Palmeiras dominou a seleção dos melhores do futebol brasileiro com seis indicações. Destaque para o atacante Gabriel Jesus, que foi disparado o jogador mais votado na eleição, com 90 votos. O vice-campeão brasileiro Santos teve o goleiro Vanderlei como destaque, enquanto o Flamengo emplacou dois atletas no time, casos do lateral-esquerdo Jorge e do meia Diego. O experiente Robinho, do Atlético-MG, também foi lembrado.

1.  Vanderlei (Santos) – 35 votos

2. Jean (Palmeiras) – 45 votos

3. Yerry Mina (Palmeiras) – 68 votos

4. Pedro Geromel (Grêmio) – 59 votos

6. Jorge (Flamengo) – 47 votos

5. Tchê Tchê (Palmeiras) – 67 votos

8. Moisés (Palmeiras) – 84 votos

10. Diego (Flamengo) – 67 votos

11. Dudu (Palmeiras) - 58 votos

7. Robinho (Atlético-MG) – 51 votos 

10. Gabriel Jesus (Palmeiras) – 90 votos 

SELEÇÃO BRASILEIRA IDEAL

Os jornalistas parecem concordam com as escolhas do técnico Tite para a seleção brasileira, já que o time dos mais votados é praticamente a base que vem sendo escalada pelo treinador. As exceções são o goleiro Diego Alves, que faz grande temporada pelo Valencia, mas não tem sido lembrado pelo técnico e o volante Casemiro, que é convocado, mas fica na reserva. Marcelo e Daniel Alves foram quase unanimidades.

Time formado:

1. Diego Alves (Valencia) - 50 votos 

2. Daniel Alves (Barcelona/Juventus) – 95 votos

3. Miranda (Internazionale) – 87 votos

4. Marquinhos (PSG) – 59 votos

6. Marcelo (Real Madrid) – 98 votos

5. Casemiro (Real Madrid) – 76 votos

8. Paulinho (Guangzhou Evergrande-CHN) - 34 votos 

11. Renato Augusto  (Beijing Guoan-CHN) – 87 votos

7. Philippe Coutinho (Liverpool) – 97 votos 

10. Neymar (Barcelona) – 102 votos

9.  Gabriel Jesus (Palmeiras) – 94 votos

MELHOR TIME

Campeão brasileiro tendo a melhor defesa e ataque da competição, o Palmeiras ganhou com uma grande facilidade o título de melhor equipe do País na temporada. Os comandados de Cuca tiveram 97 votos, sendo quase uma escolha unânime. O Santos, campeão paulista e vice do Brasileiro aparece em segundo, seguido de perto pela Chapecoense, que fez bonito na Copa Sul-Americana antes da tragédia com o elenco na Colômbia.

1º Palmeiras

2º Santos

3º Chapecoense

REVELAÇÃO

Com 22 anos, o meia Vitor Bueno foi a surpresa do Santos na temporada. Ele seria o coadjuvante de Lucas Lima, mas durante boa parte da temporada, foi o principal jogador da equipe. Por isso, conquistou 31 votos. Tchê Tchê e Jailson, do Palmeiras, e Jorge, do Flamengo, também foram bem votados. 

1º Vitor Bueno (Santos)

2º Tchê Tchê (Palmeiras)

3º Jorge (Flamengo)

TÉCNICO BRASILEIRO

Os dois treinadores que agitaram o futebol brasileiro em 2016 conseguiram um fato raro, que é empatar na pesquisa Estado. Cuca, no comando do Palmeiras, e Tite, que iniciou o ano no Corinthians e depois foi para a seleção brasileira, tiveram 44 votos cada e dominaram a disputa. Dorival Junior, do Santos, aparece em terceiro, com nove votos. 

1º Cuca/Tite

2º Cuca/Tite

3º Dorival Junior

JOGADOR BRASILEIRO

Neymar ganhou mais espaço no Barcelona e por diversas vezes dividiu os holofotes com Messi. Pela seleção brasileira, após passar por momentos ruins sob o comando de Dunga, foi o principal jogador na inédita conquista da medalha de ouro olímpica, com Rogério Micale, e voltou a apresentar bom futebol pelo time nacional sob a batuta de Tite. Ele teve 82 votos, contra 11 de Gabriel Jesus, do Palmeiras, e sete de Philippe Coutinho, do Liverpool. 

1º Neymar

2º Gabriel Jesus

3º Philippe Coutinho

DIRIGENTE

Após passar por anos de turbulência no comando do Palmeiras, Paulo Nobre se despede do clube com o título de campeão brasileiro. Assim, foi eleito o melhor dirigente do País com 46 votos. Sandro Pallaoro (Chapecoense), com 14 votos, e Alexandre Mattos (Palmeiras), com 12, aparecem em seguida.

1º Paulo Nobre (Palmeiras)

2º Sandro Pallaoro (Chapecoense)

3º Alexandre Mattos (Palmeiras)

ÁRBITRO NACIONAL

Anderson Daronco, com 59 votos, conquistou pela segunda vez consecutiva o título de melhor árbitro do Brasil. Mais uma vez, passou a temporada sem se envolver em polêmicas e faz parte do quadro de árbitros da Fifa. Raphael Claus aparece em segundo, com 12, e Luiz Flávio de Oliveira, teve oito votos. 

1º Anderson Daronco

2º Raphael Claus

3º Luiz Flavio de Oliveira

TÉCNICO INTERNACIONAL

O francês Zinedine Zidane assumiu o Real Madrid no início do ano e mostrou que também é diferenciado como treinador, pois levou o Real ao título da Liga dos Campeões. Ele teve 22 votos, seguido de perto por Claudio Ranieri (21 votos), do Leicester, e Diego Simeone (17), do Atlético de Madrid.

1º Zinedine Zidane (Real Madrid-ESP)

2º Claudio Ranieri (Leicester-ING)

3º Diego Simeone (Atlético de Madrid-ESP)

JOGADOR INTERNACIONAL

Cristiano Ronaldo se acostumou a quebrar recordes nesta temporada e deixou Messi para trás na disputa como o melhor jogador internacional. O português teve 78 votos e ganhou com sobras do argentino, que foi lembrado apenas 14 vezes. Motivos não faltam. O astro do Real Madrid comandou a equipe espanhola na conquista da Liga dos Campeões e também conseguiu a proeza de levar a modesta seleção de Portugal a conquista da Eurocopa.

Foi eleito pela quarta vez consecutiva o melhor jogador do Mundo pela revista France Football e é um forte candidato a ser eleito o melhor também pela Fifa, no dia 9 de janeiro.

1º Cristiano Ronaldo

2 Lionel Messi

3º Antoine Griezmann

TIME INTERNACIONAL

Campeão da Liga dos Campeões e líder do Campeonato Espanhol, o Real Madrid brilhou assim como seu técnico, Zinedine Zidane, e o astro Cristiano Ronaldo. A equipe merengue somou 69 pontos, enquanto o Barcelona aparece com 18 e o Atlético Nacional é o terceiro, com sete indicações.

1º Real Madrid

2º Barcelona

3º Atlético Nacional

DESTAQUE OUTROS ESPORTES MASCULINO (NACIONAL)

Thiago Braz se tornou ídolo brasileiro após conquistar a medalha de ouro no salto com vara na Olimpíada no Rio. Ele deixou para trás o, então, recordista mundial, Renaud Lavillenie. O feito fez com que o jovem de 23 anos conquistasse sua primeira medalha olímpica e 62 votos. O segundo lugar fica para o canoísta Isaquias Queiroz, que conquistou três medalhas (duas pratas e um bronze) durante os Jogos do Rio. Foi a primeira vez que um brasileiro ganhou três medalhas na mesma Olimpíada. Ele teve 28 votos. 

1º Thiago Braz

2º Isaquias Queiroz

3º Robson Conceição

DESTAQUE OUTROS ESPORTES FEMININO (NACIONAL)

Medalha de ouro na Olimpíada do Rio, no judô, categoria até 57 quilos, Rafaela Silva entrou para a história do esporte brasileiro ao se tornar a primeira atleta entre homens e mulheres a ser campeã olímpica e mundial e colocou seu nome no topo do judô mundial. Por isso, ela venceu com folgas a pesquisa, tendo 84 votos no total. Em segundo, apareceu Poliana Okimoto, da Maratona Aquática, com cinco votos. Seguida por Martine Grael (Iatismo) e Sarah Menezes (Judô), ambas com três votos.

1º Rafaela Silva

2º Poliana Okimoto

3º Martine Grael

DESTAQUE OUTROS ESPORTES MASCULINO (INTERNACIONAL)

O velocista jamaicano Usain Bolt, que fechou sua participação nos Jogos do Rio com mais três medalhas de ouro em sua vitoriosa carreira, desbancou o nadador Michael Phelps na preferência dos eleitores ganhando por 49 votos a 43. Na terceira posição veio LeBron James, do basquete, com 6 votos.

1º Usain Bolt-JAM (Atletismo)

2º Michael Phelps-EUA (Natação)

3º LeBron James-EUA (Basquete)

DESTAQUE OUTROS ESPORTES FEMININO (INTERNACIONAL)

Estrela nos Jogos do Rio, Simone Biles foi a preferida na escolha de 60 eleitores. A ginasta norte-americana que ganhou quatro medalhas de ouro e uma de bronze na Olimpíada ficou à frente de duas nadadoras: Katie Ledecky, dos EUA, com 22 votos, e Katinka Hosszú, da Hungria, com 7.

1º Simone Biles-EUA (Ginástica Artística)

2º Katie Ledecky-EUA (Natação)

3º Katinka Hosszú-HUN (Natação)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.