Mauricia da Matta/EC Vitória
Mauricia da Matta/EC Vitória

Petkovic assume diretoria do Vitória e deve anunciar técnico na próxima semana

Ex-jogador, que havia acumulado as funções de gerente de futebol e técnico, terá novo cargo diretivo

Estadão Conteúdo

01 de junho de 2017 | 20h34

Dejan Petkovic foi anunciado, nesta quinta-feira, como novo diretor de futebol do Vitória no lugar de Sinval Vieira, que havia pedido desligamento do clube baiano. O sérvio, que foi contratado para ser gerente de futebol mas que acumula a função de treinador do time, revelou que deverá divulgar o nome do próximo técnico na semana que vem, após a partida contra o Fluminense, neste sábado, às 18 horas, no Maracanã, pela quarta rodada do Brasileirão.

"A gente tem um jogo muito importante no sábado, contra o Fluminense, depois vou exercer essa nova função (diretor de futebol). Estou aqui para fazer tudo que o Vitória necessita, então, mais importante que ficar como técnico é assumir essa nova função para que a gente possa buscar novos desafios e conquistas", comentou Petkovic, em entrevista coletiva.

Petkovic avaliou que as funções relativas à administração e ao planejamento estão mais alinhadas com as funções que ele pretende desenvolver no clube. O dirigente revelou que aceitou a missão de acumular tarefas apenas emergencialmente.

"Topei para ajudar o clube assumir dois cargos, mas agora com essa situação, não tem como fazer tudo, preciso de outra pessoa do meu lado. O mais importante é o projeto do Vitória. Isso de perfil (função de gerente) faz parte do projeto desde que cheguei aqui. Quando fui apresentado como gerente, recebi a tarefa de contratar o treinador. Conversei com quatro, destes, dois estão empregados. Eu trouxe para mesa, como foi combinado, mas falaram ‘porque você não assume?’", revelou Petkovic.

O sérvio assume o departamento de futebol do Vitória em uma fase turbulenta. O time não vence há mais de um mês e marcou apenas um gol nos últimos seis jogos. Petkovic contou que o elenco está abalado, mas prometeu "blindar" os jogadores para recuperar o desempenho da equipe.

"Os jogadores estão sofrendo bastante pressão com tudo que aconteceu aqui, mas eles estão bem. Eu comuniquei primeiro os jogadores dessa nova formatação, tanto que fora do campo eu falei que tinha duas notícias, uma ruim e uma boa. Eles escolheram a ruim, falei que não seria técnico deles. Eles brincaram: 'Foi ruim pra você ou para nós?'. A segunda notícia era que vou assumir o futebol, vou blindar eles para que possam fazer apenas suas tarefas. Então, o ambiente está bom", completou o dirigente.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolfutebolVitóriaPetkovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.