Ernesto Rodrigues/AE 10/11/2009
Ernesto Rodrigues/AE 10/11/2009

Petkovic se revolta no Flamengo com valor de premiação

Jogador discute com vice Marcos Braz para obter um valor maior por vitória dentro do Brasileirão

AE, Agencia Estado

12 de novembro de 2009 | 19h39

O forte temperamento de Petkovic finalmente transpareceu. Conhecido tanto por sua habilidade como pelo gênio complicado, o sérvio entrou em conflito com o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, por conta das premiações estabelecidas pela diretoria. Os dois discutiram com certa rispidez dentro do vestiário no CT Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio. 

Veja também:

tabela SIMULADOR - Veja quem pode ser o campeão

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialBRASILEIRÃO - Leia mais sobre a competição

BRASILEIRÃO 2009 - lista Tabela | tabelaClassificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Confirmo que houve o problema, mas já é assunto encerrado", disse Braz, que quitava o "bicho" pelos últimos resultados: R$ 180 mil a serem rateados entre os jogadores.

Para incentivar o grupo, a diretoria estipulara uma premiação de R$ 60 mil por quatro pontos conquistados a cada duas partidas. Petkovic argumentou que o valor tinha de ser maior caso o desempenho fosse de 100% no mesmo período. Os outros jogadores, porém, não polemizaram e deixaram o sérvio sozinho no protesto. A premiação continuará a mesma, mas, em caso de título, o elenco receberá uma fatia da premiação destinada ao campeão.

Coincidentemente, o meia acaba de ganhar na justiça uma ação que movera contra o próprio clube por um cheque sem fundo recebido em 2003. Reajustados os valores, Petkovic pode receber mais de R$ 1 milhão do rubro-negro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.