Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Petros torce pela permanência de Jucilei no São Paulo e exalta parceria

Dupla de volantes, ao lado de Hernanes e Cueva, vem sendo responsável pela melhora no meio de campo do time

O Estado de S.Paulo

15 Novembro 2017 | 11h00

O volante Petros, do São Paulo, está na torcida para a permanência de Jucilei no Morumbi em 2018. Ao lado de Hernanes e Cueva, a dupla vem sendo responsável pela melhora do meio de campo do time tricolor. Emprestado pelo Shandong Luneng, Jucilei tem contrato com o São Paulo até dezembro deste ano.

Dorival divulga lista de relacionados para o duelo contra o Grêmio

"Espero que dê tudo certo", disse Petros, sobre a situação contratual de Jucilei. "É um cara que se identifica muito com o clube, o torcedor se identifica muito com ele, é uma dos nomes mais gritados pelo torcedor por merecimento. Esperamos que a diretoria consiga, mas sabemos que não é fácil, porque os valores chineses são fora da realidade do futebol, mas a partir do momento que existe a vontade dele ficar, isso é um fator importantíssimo."

Petros disse que o entrosamento com Jucilei no meio de campo tricolor se dá pelo diálogo, e exaltou a parceria. "O Jucilei é um grande amigo, uma pessoa espetacular e um cara bem centrado. E que bom que tudo se encaixou, porque realmente era uma questão de tempo. Fazemos tudo em prol do clube, trabalhamos muito para dar essa consistência que o time adquiriu. A gente sempre conversa para ter o entrosamento ideal: 'No dia que eu estiver melhor, saio para jogar, quando for você, pode ir'. Dá para perceber quando está bem."

O próprio Jucilei já falou que quer continuar no São Paulo em 2018. O volante chegou a dizer que quer encerrar sua carreira no clube tricolor. "A vontade de ficar é enorme, se depender de mim quero ficar por quatro, cinco anos e encerrar minha carreira aqui. Mas não depende só de mim", afirmou há poucos dias, à ESPN. "Disse uma vez que jogador bom é jogador caro. Dificilmente você vai pegar um jogador experiente, bom e barato. Tem esse empecilho, mas se o São Paulo quiser, está nas mãos dele." 

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.