DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

Coutinho, Tardelli e Robinho disputam vaga de Neymar na seleção

Jogador do Barcelona está suspenso dos dois próximos jogos 

ALMIR LEITE, Estadão Conteúdo

18 de junho de 2015 | 00h06

Três jogadores disputam a vaga de Neymar, suspenso, no ataque da seleção brasileira contra a Venezuela, neste domingo, no estádio Monumental de Santiago, pela terceira rodada do Grupo C da Copa América: Philippe Coutinho, Diego Tardelli e Robinho.

O mais cotado para assumir o lugar do craque é Tardelli. O atacante do Shandong Luneng, da China, era titular absoluto até a partida do último domingo contra o Peru. Ele, no entanto, jogou muito mal e perdeu a vaga para Firmino no jogo desta quarta-feira contra a Colômbia.

Se optar por Philippe Coutinho, o técnico reforçará a armação das jogadas no meio de campo, uma das principais deficiências da equipe. Já Robinho, que chegou a correr risco de ser cortado da Copa América por causa de uma lesão no joelho direito, tem como vantagem a experiência.

Após a partida, Daniel Alves culpou a arbitragem pelo nervosismo do camisa 10 da seleção, que ocasionou o cartão amarelo no primeiro tempo e o vermelho após a partida. "Não sei porque está nervoso. Culpa dos árbitros. Eles sabem que tem uma personalidade e buscam ele. O árbitro tem que parar de pensar que é protagonista. A gente está acostumado, são todos contra o Brasil", afirmou o lateral-direito.

Willian também criticou a atuação da arbitragem em relação a Neymar. "Acho que os árbitros também têm que olhar mais com respeito para o Neymar. Ele apanha, toma cartão amarelo, apanhou, foi expulso. No primeiro tempo, o Cuadrado limpou a espuma e ele não fez nada, no outro jogo o Neymar ganhou amarelo", disse o meia, referindo-se ao cartão amarelo do primeiro jogo contra o Peru.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.