Philippe Coutinho marca em incrível vitória do Liverpool

Philippe Coutinho marca em incrível vitória do Liverpool

Em jogo emocionante com gols nos minutos finais, o brasileiro surpreende Queens Park Rangers balançando as redes aos 44

Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2014 | 12h50

O Liverpool conseguiu uma vitória incrível neste domingo, pela oitava rodada do Campeonato Inglês. Em jogo emocionante, com quatro gols acontecendo depois dos 40 minutos do segundo tempo, os comandados de Brendan Rodgers passaram pelo lanterna Queens Park Rangers por 3 a 2, fora de casa, e se mantiveram próximos das primeiras colocações. Philippe Coutinho marcou um dos gols.

O confronto deste domingo evidenciou a péssima fase vivida pelo Queens Park Rangers. Dois dos três gols do adversário foram marcados contra, por jogadores da própria equipe. Além disso, os donos da casa buscaram o empate por duas vezes nos minutos finais, ambas com o ex-gremista Eduardo Vargas, mas cederam o gol da vitória do Liverpool já nos segundos finais dos acréscimos.

Melhor para os visitantes, que subiram para 13 pontos e agora estão na quinta posição, com dois pontos a mais que o Manchester United, que atua na segunda-feira. O Queens Park Rangers, por sua vez, segue na lanterna, com quatro pontos. Agora, o Liverpool volta as atenções para a Liga dos Campeões, já que pega o Real Madrid quarta-feira, na Inglaterra.

Neste domingo, a equipe não começou bem, viu o Queens Park Rangers ser melhor no primeiro tempo e até acertar o travessão após cobrança de falta. Somente nos minutos finais, Gerrard, após bela jogada, cortou o zagueiro e bateu com categoria, rente à trave de McCarthy.

O segundo tempo seguia equilibrado até a entra de Philippe Coutinho, aos 20 minutos. Um minuto depois, o Liverpool abriu o placar depois de cobrança rápida de falta. Após cruzamento da direita que buscava Balotelli, Dunne tentou cortar, mas acabou marcando contra.

Aos 33, Harry Redknapp colocou o chileno Vargas em campo e o jogo mudou novamente. Aos 41, o atacante aproveitou escorada de cabeça de Charlie Austin, após cruzamento da direita, e fuzilou Mignolet, dando início a uma sequência incrível de gols.

Aos 44 minutos, o Liverpool voltou a ficar à frente com o gol de Philippe Coutinho, que recebeu de Gerrard após contra-ataque, cortou o zagueiro e bateu cruzado. Menos de um minuto depois, no entanto, novamente Vargas apareceu para deixar tudo igual, tocando de cabeça após escanteio da esquerda.

Parecia que o empate estava selado, mas o Liverpool conseguiu mais uma reviravolta, aos 49 minutos. Novamente em contra-ataque, puxado por Sterling, que arrancou pela esquerda e, de frente para o goleiro, tentou o toque para o meio. Desta vez foi o zagueiro Caulker que voltava correndo, não conseguiu brecar e tocou contra o próprio gol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.