Alejandro Garc/EFE
Alejandro Garc/EFE

Philippe Coutinho: 'Quero honrar a tradição brasileira no Barça'

Meia foi apresentado à torcida catalã em evento no Camp Nou

O Estado de S. Paulo

08 Janeiro 2018 | 13h29

Vestido com a camisa do Barcelona, Phillipe Coutinho, em sua primeira entrevista coletiva na sede do clube catalão, revelou seu maior desejo. "Quero manter a tradição brasileira no Barça. É uma honra para mim", disse o jogador, referindo-se ao histórico que reúne grandes participações de Romário, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Neymar, entre outros. 

+ Machucado, Coutinho será baixa por 20 dias

+ Transferência de Coutinho faz Brasil ter a seleção mais cara do mundo

Coutinho revelou que conversou bastante com jogadores do atual elenco do Barcelona durante a negociação com o Liverpool. "Neymar, Paulinho, Suárez me deram dicas da cidade e do clube." O jogador vai morar em uma casa próxima da de Suárez, com quem fez dupla no Liverpool. A negociação. "Troquei três, quatro mensagens com o Neymar. Estou feliz e muito ansioso para começar a trabalhar com o elenco." 

O novo astro do Barcelona explicou o motivo de ter aceitado a transferência, apesar de não poder atuar pela equipe espanhola na Champions League por já ter atuado na competição pelo time inglês. "É muito raro ter uma chance de jogar pelo Barcelona. Tinha um sonho e ele está realizado. Meu contrato é de cinco anos e teria muito tempo para jogar as competições. E estou muito ansioso para disputar o espanhol e a Copa do Rei."

Coutinho disse que será um orgulho poder atuar ao lado de Lionel Messi. "Tenho a sorte poder dividir o trabalho com Messi, agora meu companheiro. Vai ser muito bom." 

Coutinho, que já atuou no futebol espanhol, italiano e inglês, considera que atuar na Espanha é uma boa chance para desenvolver seu futebol. "Cada liga tem sua característica. Cada país me deu a oportunidade de apender um pouco de suas características de jogo. A inglesa é muito intensa. Aqui poderei jogar de uma forma mais ofensiva e espero me adaptar o mais rápido possível."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.