Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Pia Sundhage destaca oportunidades durante período preparatório na Granja Comary

Treinadora minimiza possíveis desvantagens da não realização de jogos preparatórios contra outros países

Redação, Estadão Conteúdo

26 de março de 2021 | 09h35

Na quinta-feira, a técnica sueca Pia Sundhage convocou 25 jogadoras para um período de preparação da seleção brasileira feminina. A concentração que acontecerá na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), será realizada na Data Fifa dos dias 5 a 13 de abril. Os planos envolviam a disputa de jogos preparatórios na Europa, mas por conta das restrições sanitárias da pandemia de covid-19 a viagem teve de ser cancelada.

A treinadora da seleção deu seu parecer sobre a situação. A par da mudança na agenda, Pia minimizou possíveis desvantagens da não realização de jogos preparatórios contra outros países. De acordo com a sueca, o foco de suas comandadas e da comissão técnica deve ser aproveitar ao máximo esse período de treinos e aprimoramento na Granja Comary, já visando aos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

"O que temos que fazer na Granja Comary é reforçar o quão importante é acreditar em alguma coisa. É sobre estar bem fisicamente. Se isso acontece, conseguimos treinar muito e as coisas acontecem em campo. Em segundo lugar, vem a parte mental. Porque no final das contas você pode vencer e perder as partidas antes mesmo dos Jogos Olímpicos. Mas nós falamos aqui desse momento, nós criamos esse ímpeto com uma boa comissão por trás da equipe e temos certeza que a maior parte das jogadoras estão bem preparadas fisicamente. Temos que estar com um bom coração, grande sorriso e dizer para elas: 'Nós vamos fazer isso juntas'", destacou Pia.

Ao longo da coletiva, a treinadora do Brasil também se manifestou sobre a lesão no joelho sofrida por Luana Bertolucci, um dos destaques da seleção na Era Pia. A técnica sueca lamentou não poder contar com a volante do Paris Saint-Germain, mas ressaltou a força do grupo e destacou que, independentemente de eventuais desfalques, o senso coletivo deve prevalecer.

"Luana já provou que é uma excelente jogadora, eu lamento que ela não possa jogar por estar lesionada. Mas não é sobre uma jogadora, se trata de um time. No Torneio She Believes nós não tínhamos nem a Formiga nem a Luana e nos saímos bem mesmo assim. Acho que a palavra fundamental nesse processo é 'juntas'. É uma coisa que a gente vai definir à medida que nos aproximarmos mais dos Jogos Olímpicos. Não fico feliz (com o desfalque da Luana), ninguém fica feliz quando alguém não está com a gente. Mas enfim, é isso que nós temos", declarou a técnica do Brasil.

Esta foi a terceira convocação feita por Pia em 2021. Em janeiro, a seleção feminina participou de um período de treinamentos em Viamão, no Rio Grande do Sul. No início deste mês, na primeira Data Fifa do ano, o Brasil enfrentou as seleções da Argentina, Estados Unidos e Canadá no Torneio She Belives, em Orlando, nos Estados Unidos, com duas vitórias e uma derrota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.