Picerni: a nova aposta do Guarani

A diretoria do Guarani confirmou na manhã desta terça-feira, a contratação do técnico Jair Picerni para dirigir o time até o final do Campeonato Brasileiro. Ele é o quinto técnico do lanterna da competição, com 31 pontos, e entra na vaga aberta, segunda-feira com a demissão de Agnaldo Liz. Só que Picerni não comandará o Bugre em todas as 12 rodadas, porque foi proibido peladireção do Atlético-MG, seu ex-clube, de sentar no banco quinta-feira, quando os dois times ameaçados pelo rebaixamento seenfrentam no Estádio Independência.Desta forma, a estréia o novo "salvador da pátria" acontecerá somente dia 17 de outubro diante do Cruzeiro, no estádio Brinco deOuro pela 36ª rodada. Picerni só vai assumir os treinamentos no próximo sábado, junto com seu auxiliar técnico Fred Smânia.Antes deles, passaram pelo clube: Joel Santana, Zetti, Lori Sandri e Agnaldo Liz. Para o "jogo de seis pontos" diante do Atlético, o time bugrino será dirigido interinamente por Renato Frederico, ex-meia do time eque dirige o time de juniores. Fato semelhante aconteceu na sexta rodada, quando Lino Fachini Júnior, então preparador físico, dirigiu o time na derrota de 1 a 0 para o Corinthians, no Pacaembu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.