Picerni aposta em nova dupla de ataque

Mais uma vez, o técnico Jair Picerni apostará em uma nova dupla de atacantes para ajudar o Palmeiras a manter a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. O jogo é sábado à tarde, contra o União São João, no Palestra Itália. Depois de Muñoz, Thiago Gentil e Anselmo, o treinador escolheu Edmílson e Vágner Love, dois jogadores que se conhecem desde os juniores. Os dois são as maiores apostas do clube nos últimos anos. Tanto que ao término da Copa São Paulo de Juniores, no início do ano, Edmílson e Vágner Love foram imediatamente levados ao time principal, juntos com outros destaques daquela equipe. Nem mesmo a ?escapada? de Vágner, que foi flagrado com uma mulher na concentração da equipe, durante a Copinha, foi capaz de barrá-lo. A fama de matador foi colocada acima do erro, e Vágner garantiu vaga entre os titulares desde as primeiras partidas da temporada.Edmílson sofreu um pouco mais. Apesar do bom rendimento ao lado de Vágner, o jogador não cativou Picerni, que sempre o deixava como uma das últimas opções para a posição. A situação só se reverteu após o gol marcado contra o Paulista, em Jundiaí, há três rodadas. De lá pra cá, ele não saiu mais da equipe. ?Os dois têm uma força de recuperação incrível. Atacam muito rápido e fecham muito bem o meio-de-campo, quando estamos sem a bola?, elogia Picerni. ?Também temos outras opções, como o Muñoz e o Thiago (Gentil). Nunca tive tantos atacantes sobrando.?Curiosamente, Edmílson só ganhou uma oportunidade na equipe titular depois que Vágner Love embarcou para defender a seleção brasileira Sub-20, nos Jogos Pan-americanos de São Domingos. No sábado, estarão novamente juntos para comemorar a boa fase. Se depender do retrospecto, a torcida não vai se decepcionar. ?Sempre nos entendemos muito bem. Sei onde ele está, só com um grito. Juntos, já marcamos mais de 60 gols. Estamos jogando há praticamente dois anos. O Vágner sempre foi mais matador. Eu preferia armar as jogadas e tocar para ele. Aí, eu já sabia que seria fácil.?Quando Vágner estava em São Domingos, Edmílson comemorava os gols do companheiro pela seleção brasileira, mas lamentava o fato de que ele não estava aqui para ajudar o Palmeiras. ?Estou muito feliz por ele ter voltado. Nosso maior sonho é ajudar o Palmeiras a ser campeão e retornar para a primeira divisão.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.