Picerni completa 2 anos de S. Caetano

Há dois anos, o técnico Jair Picerni chegava ao São Caetano com a missão de levar a equipe às vitórias. Nesta sexta-feira, ele completa duas temporadas à frente do time do ABC Paulista e, durante este tempo, chegou à final do Campeonato Brasileiro em duas oportunidades, porém, perdeu para Vasco e Atlético-PR, respectivamente. Mas pelo menos um título pôde comemorar. Sob seu comando, o Azulão foi campeão da Série A2 do futebol paulista, conseguindo o acesso à elite do futebol paulista. Na sua estréia no cargo, ele conquistou uma vitória por 6 a 1 sobre o XV de Piracicaba dando início a uma série vitoriosa em sua carreira. Curiosamente a sua estréia como técnico, na Ponte Preta, em 1981, Picerni estreou com uma goleada por 4 a 0 sobre o América de São José do Rio Preto, pelo Campeonato Paulista. "Acho que sou pé quente", brincou o técnico. No comando do São Caetano, Picerni orientou a equipe em 121 jogos, com 71 vitórias, 25 empates e apenas 25 derrotas. O time marcou 240 gols e sofreu 133. "Me sinto muito feliz por permanecer tanto tempo no São Caetano. Ficar muito tempo em um único clube é difícil atualmente no Brasil", disse o treinador, que neste tempo teve propostas de vários outros times. Como presente de aniversário, os jogadores prometem muito empenho para conquistar a vitória sobre o América, lanterna do Torneio Rio-São Paulo, domingo, no Rio. Para este jogo, Picerni não terá problemas para escalar o time. O zagueiro Daniel, que está relacionado para o amistoso da seleção brasileira contra a Islândia, tem escalação garantida. O São Caetano soma 13 pontos e, agora, já sonha com uma vaga na fase final da competição.

Agencia Estado,

07 Março 2002 | 16h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.