Picerni já vê o seu time na final

"Não tenho bola de cristal, mas acho que vamos disputar esta final". Assim o técnico Jair Picerni, do São Caetano, expressou a sua confiança depois da vitória por 2 a 0 sobre o América, na noite desta terça-feira, no estádio Anacleto Campanella, no ABC paulista. Com esse resultado, a equipe brasileira pode até perder por 1 a 0 no México, semana que vem, que conseguirá vaga na decisão da Copa Libertadores da América.Apesar da vantagem, o jogo no estádio Azteca preocupa o São Caetano. Principalmente, por causa do apoio da fanática torcida mexicana. "Eles são mesmo povão", afirmou o atacante Somália, que foi o herói da partida desta terça-feira. Afinal, ele marcou o primeiro gol e sofreu o pênalti que originou o segundo, marcado por segundo. Segundo Somália, as reclamações dos adversários de que ele não teria sofrido falta do goleiro no lance não se justificam. "Não consegui nem ficar em pé", revelou.O desfalque para o segundo jogo será o lateral Russo, expulso no final do jogo juntamente com Navia, do América. O técnico Jair Picerni lamentou a falta de outro jogador para a posição, adiantando que deve improvisar o volante Marlon no setor.Nesta quarta-feira, a comissão técnica deve confirmar o plano de não usar os titulares na partida contra o Flamengo, sábado, em Fortaleza, pela Copa dos Campeões, para não prejudicar a preparação para o jogo decisivo na Libertadores. O time "B" do São Caetano já conta com 13 jogadores na capital cearense e deve apenas ter seu banco reforçado para tentar uma vaga na segunda fase da competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.