Picerni quer esquecer goleada em Itu

O Guarani tem o segundo pior ataque do Campeonato Paulista, com 14 gols em 13 jogos. Mas na goleada sofrida diante do Ituano, por 4 a 1, sábado à tarde, em Itu, a defesa também decepcionou o que levou o técnico Jair Picerni a concluir com facilidade de que o time precisa "melhorar em tudo" para segurar o líder e invicto São Paulo, quarta-feira, no Brinco de Ouro, pela 14ª rodada. "Vamos esquecer este jogo, porque não deu nada certo mesmo", confirma Picerni, decepcionado até com suas tentativas de melhorar o time durante o jogo, o que não funcionou. Atrás no placar, ele tentou colocar o time no ataque, mas sofreu mais gols. "Ninguém vai me culpar por omissão. Infelizmente não deram certo as mudanças", reconheceu.Na segunda-feira cedo quando haverá a apresentação dos jogadores, a comissão técnica vai pedir empenho dobrado nos treinos que antecederão ao grande jogo contra o São Paulo. Em princípio, o time sofrerá duas mudanças com as voltas do volante Careca e do lateral-direito Mariano que cumpriram suspensão automática. Roberto e Alemão, respectivamente, devem sair. Com 17 pontos, o Guarani ainda tem como objetivo se livrar do rebaixamento, embora Picerni tenha falado em ficar entre os cinco primeiros colocados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.