Picerni quer evitar a euforia no Palmeiras

Após mais uma vitória, a maior preocupação do técnico do Palmeiras, Jair Picerni, é evitar a euforia. O treinador rejeita veementemente o título de favorito na Série B e diz que ainda há muito a evoluir. ?O time ainda deixa a desejar e demonstra falta de atenção. Por isso, vem tomando sufoco em vários jogos. Precisamos fazer melhor nossa lição de casa.? O Palmeiras está longe de ser um time brilhante, mas a verdade é que não vem precisando. Basta continuar fazendo o que fez nos últimos jogos da Série B para a equipe brigar por uma vaga à Primeira Divisão em 2004. Após 11 rodadas, o clube ocupa a vice-liderança, com 20 pontos, atrás apenas do Botafogo-RJ, com 21. Tem, ainda, o melhor ataque, com 24 gols, e a segunda melhor defesa, ao lado dos cariocas, com 9 gols sofridos. O técnico Jair Picerni acredita que o time, cheio de altos e baixos no início da competição, começa a ganhar ?uma cara?. ?O grupo está se esforçando. Ainda apresenta algumas falhas, o que é natural, mas a expectativa é que, na regularidade, ele se destaque?, disse o treinador durante a semana. Sábado, o Palmeiras venceu, no Palestra Itália, o Joinville por 2 a 1. Venceu, mas não convenceu o treinador, que reclamou do desempenho da equipe nos vestiários. ?Oscilamos demais e por pouco o Joinville não aproveitou?, disse. Na 12ª rodada, sábado, o Palmeiras vai a Anápolis (GO) enfrentar o Anapolina.

Agencia Estado,

06 de julho de 2003 | 19h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.