Picerni quer mais que um 0 a 0

Depois de três meses, o técnico Jair Picerni finalmente resolveu falar do Palmeiras como time grande. Ao analisar a partida de hoje (20h30) contra o Criciúma, no Parque Antártica, pela Copa do Brasil, o treinador ignorou a possibilidade de poder garantir a vaga para a próxima fase com um empate sem gols, obtida após o resultado de 1 a 1 no confronto da semana passada, em Santa Catarina. Novo empate por 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. Igualdade por dois ou mais gols de diferença classifica o time catarinense.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.