Picerni rebate as críticas de Nelsinho

O técnico Jair Picerni, do São Caetano, reagiu com indiferença às críticas do técnico santista, Nelsinho Baptista, de que o seu time fez jogo de ?gato e rato?, nesta terça-feira, na Vila Belmiro, priorizando somente a marcação em detrimento total do bom futebol. Ele só lamentou o fato do time ter perdido por 2 a 0. ?Tínhamos o propósito de somar, pelo menos, um ponto em Santos. Não estamos preocupados em jogar bonito, mas em somar pontos e ficar longe da zona de risco. Como não deu, vamos buscar a reabilitação em casa, na próxima rodada?, disse Picerni. O São Caetano receberá o Internacional, na próxima terça, no estádio Anacleto Campanella. Com 36 pontos, o Azulão ainda está perto da zona de rebaixamento. Para o próximo jogo, o técnico espera contar com os retornos do goleiro Sílvio Luís, com dores lombares, e o atacante Edílson, com dores na região pubiana. ?Eles são experientes e importantes para a equipe?, reforçou Picerni, que dependerá do parecer do departamento médico. O volante Claudecir não preocupa, apesar da forte pancada de seu maxilar no joelho de Giovanni. Uma baixa certa é o lateral-direito Alessandro, que cumprirá suspensão por ter sido expulso. Em seu lugar pode entrar Raulen. Após a folga nesta quarta, o elenco se apresenta na tarde desta quinta.

Agencia Estado,

05 de outubro de 2005 | 18h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.