Pichação em São Januário pede saída de Dinamite

Mesmo com a quarta colocação no Campeonato Brasileiro, que hoje lhe garantiria a vaga para a Libertadores, o Vasco vive clima de crise. Depois de cobrar a saída do técnico Cristóvão Borges, que acabou pedindo demissão na última segunda, a torcida do Vasco voltou a protestar, desta vez contra o presidente Roberto Dinamite.

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2012 | 14h05

O portão 16 do estádio São Januário amanheceu, nesta terça-feira, pichado com os dizeres: "Bananada já foi. Agora o banana Dinamite, fora!". O vandalismo aconteceu nas primeiras horas do dia e antes mesmo das 8 horas um funcionário do clube já estava pintando novamente o local.

A revolta do torcedor é pelo retrospecto recente do Vasco, que venceu apenas uma das últimas oito partidas do Campeonato Brasileiro. No último domingo, a equipe carioca foi goleada em casa pelo Bahia, por 4 a 0, o que culminou na saída de Cristóvão Borges. Seu substituto ainda não foi anunciado, mas Marcelo Oliveira, que deixou recentemente o Coritiba, aparece como nome mais forte no clube.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoRoberto Dinamite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.