Leonardo Moreira/Fortaleza
Leonardo Moreira/Fortaleza

Pikachu faz dois, Fortaleza vira e estraga festa do Atlético-MG a Diego Tardelli

Time mineiro cai de rendimento no segundo tempo e acaba sendo superado pelos nordestinos nos instantes finais

Redação, Estadão Conteúdo

30 de maio de 2021 | 13h20

O Atlético-MG não largou no Brasileirão como queria. Entre os favoritos da competição, o terceiro colocado da edição passada queria uma vitória sobre o Fortaleza, no Mineirão, para ter festa completa em dia de homenagens a Diego Tardelli. Mas, os visitantes tinham Yago Pikachu, que saiu do banco de reservas para anotar duas vezes e garantir a virada cearense, por 2 a 1.

Depois de um belo primeiro tempo, no qual criou boas chances para marcar e poderia até ir além do 1 a 0, o Atlético-MG caiu muito de rendimento na etapa final, passou aperto e acabou não conseguindo sequer marcar pontos. Pikachu, com um chutaço no minuto final, deu a vitória para o Fortaleza e mostrou que a aposta de Juan Vojvoda no intervalo foi certeira.

A derrota frustrou os planos de um dia perfeito para Diego Tardelli. O atacante recebeu placa em homenagem aos serviços prestados pelo clube após o apito final. Foram 112 gols e títulos importantes, como a Libertasdores. Seu contrato se encerra nesta segunda-feira e não será renovado. O clube disse que o jogador está no hall da fama atleticano. Com cara de poucos amigos após a derrota, os jogadores do grupo tiveram de permanecer no campo para aplaudir a homenagem de despedida ao ex-camisa 9.

Os jogadores do Atlético-MG entraram em campo com o nome de Tardelli às costas. O atacante, ídolo da torcida, não renovou seu contrato e recebeu homenagem do clube na estreia do Brasileirão. Ele estava nas arquibancadas do Mineirão para prestigiar a equipe. Das tribunas, quase soltou o grito de gol com menos de 10 minutos. Com marcação sob pressão, o Atlético-MG roubou a bola e Alan quase surpreende Felipe Alves. O goleiro salvou. Repetindo 2020, o time mineiro começou com forte pressão e sufocando.

Foram boas chances desperdiçadas até Titi empurrar Hulk dentro da área. Pênalti que o atacante cobrou com precisão para anotar seu nono gol no ano, oitavo nos últimos nove jogos. "Muito feliz e confiante que teremos um ano brilhante", disse o atacante.

Marcando bem, o Fortaleza teria de mudar a postura ao sair atrás do placar. Até teve chance, mas Felipe parou em boa defesa de Ederson. O Atlético-MG foi para o vestiário com sensação que podia ter vantagem maior e o Fortaleza irritado com a marcação do pênalti. A bronca era geral com o lance.

Juan Vojvoda mudou a história do jogo com apenas uma modificação. A entrada de Yago Pikachu, na volta do intervalo. O ex-lateral do Vasco entrou como ala pela direita e fez o Fortaleza cresceu demais no segundo tempo.

O Atlético-MG não conseguia mais passar do meio-campo e ainda via Everson trabalhar bastante. Robson chegou a empatar após um rebote, mas o VAR acusou impedimento. O bombardeio do campeão cearense deu resultado com Pikachu batendo forte ao receber passe de Robson. Desta vez, valeu.

Cuca estava irritado com o que via em campo e trocou todo setor ofensivo, exceção de Hulk. Bem modificado, o time seguiu sem encaixar as jogadas ofensivas e sentia demais o desgaste do forte calor. Hulk ainda assustou em bomba de falta, mas o Atlético-MG não conseguiu buscar o gol da vitória e ainda foi castigado no último minuto com outro gol de Pikachu, um herói que veio do banco de reservas e carimbou o adeus de Tardelli.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 x 2 FORTALEZA

ATLÉTICO-MG - Ederson; Guga (Hyoran), Igor Rabelo, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Zaracho), Tchê Tchê e Nacho Fernández (Nathan); Savarino (Sávio), Marrony (Vargas) e Hulk. Técnico: Cuca.

FORTALEZA - Felipe Alves; Tinga, Titi e Marcelo Benevenuto; Daniel Guedes (Yago Pikachu), Felipe (Matheus Jussa), Éderson, Lucas Crispim (Bruno Melo) e Matheus Vargas; Robson (David) e Wellington Paulista (Romarinho). Técnico: Juan Vojvoda.

GOLS - Hulk, aos 39 minutos do primeiro tempo; Yago Pikachu, aos 14 e aos 49 do segundo.

CARTÕES AMARELOS - Allan e Igor Rabello (Atlético-MG) e Lucas Crispim, Felipe Alves e Wellington Paulista (Fortaleza).

ÁRBITRO - Caio Max Augusto Vieira (RN).

LOCAL - Mineirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.