Pimpão dá receita para Botafogo conseguir a vaga: 'Mesma vontade do 1º tempo'

Equipe venceu Colo-Colo por 2 a 1, no Engenhão, pela Libertadores

Estadao Conteudo

02 Fevereiro 2017 | 19h38

Rodrigo Pimpão foi o escolhido pelo Botafogo para falar com a imprensa nesta quinta-feira, um dia depois da vitória por 2 a 1 sobre o Colo Colo, no Engenhão, pela fase preliminar da Libertadores. O resultado deu uma ligeira vantagem ao lado carioca para o confronto de volta, quarta que vem, no Chile, e por mais que o duelo esteja aberto, o atacante alvinegro deu a receita para o time garantir a vaga.

"Temos que jogar com a mesma vontade que entramos no primeiro tempo. Sabemos que cometemos erros durante a partida e que serão corrigidos nessa semana. Lamentamos ter sofrido o gol, sabemos que um gol fora de casa conta muito, mas conseguimos a vitória. Vamos para o Chile de cabeça erguida para sair com essa classificação", declarou.

O Botafogo, de fato, foi muito superior no primeiro tempo, em que abriu 2 a 0, mas caiu na etapa final, sofreu o gol e por pouco não viu o Colo Colo empatar. Parte desta queda de rendimento aconteceu pela saída de Airton, que contundiu o cotovelo no fim da etapa inicial e precisou ser substituído no intervalo. Seu retorno para o duelo de volta é incerto, mas Pimpão torce pela recuperação do companheiro.

"Cheguei aqui hoje e ele já estava no vestiário, foi o primeiro a chegar. Demonstrou estar feliz e esperamos contar com ele. É um grande jogador e marcou seu primeiro gol pelo Botafogo, até se emocionou. É de grupo, vive um grande momento e contamos com ele para que nos ajude", comentou.

Outro grande destaque da vitória na quarta foi o zagueiro Marcelo, de apenas 21 anos, uma das surpresas de Jair Ventura entre os titulares. "O Marcelo é um menino que subiu com personalidade, sempre mostrando vontade nos treinos, sem medo. Conseguiu a vaga dele no jogo do Carioca, fez gol. Tem muito a crescer e estamos dispostos a ajudá-lo dentro e fora de campo. Poderia não ter feito uma boa partida por conta da pressão, mas superou tudo isso", disse Pimpão.

Mais conteúdo sobre:
futebol Botafogo Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.