Piora estado de saúde de torcedor são-paulino baleado

Piorou, nesta terça-feira, o estado de saúde do torcedor do São Paulo Nilton César de Jesus, de 26 anos, baleado por um policial militar no Gama (DF), no domingo, antes da partida contra o Goiás, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.O boletim médico divulgado pela manhã destacou uma "piora hemodinâmica" no estado de saúde do paciente. O quadro geral, que já era considerado grave, é agora mais crítico, segundo os médicos. À tarde, novo boletim confirmou as informações prestadas pela equipe médica de manhã. Nilton continua em coma, nível 3 (o mais crítico) e respira com ajuda de aparelhos.A mãe do torcedor, Agnaldina Rosa de Jesus, e o irmão, Paulo Arthur Haller, estiveram no Hospital de Base de Brasília na tarde desta terça. Eles não falaram com a imprensa, mas por nota classificaram como "inoportuna, irresponsável e incondizente" a conduta da Polícia Militar do Distrito Federal.O autor do disparo que atingiu Nilton é o sargento da PM José Luiz Carvalho Barreto. Ele foi afastado de suas funções e responderá, em liberdade, a processo por lesão corporal grave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.