Álvaro Inostroza| EFE
Álvaro Inostroza| EFE

Pizzi convoca Mena e pede 'sacrifício' ao Chile após título da Copa América

Atual bicampeão continental enfrentará Paraguai e Bolívia em setembro

Estadão Conteúdo

23 Agosto 2016 | 15h55

O técnico Juan Antonio Pizzi anunciou nesta terça-feira a lista de convocados da seleção chilena para os dois próximos compromissos pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 e incluiu Eugenio Mena, lateral-esquerdo do São Paulo.

Pizzi anunciou a relação de 18 nomes que atuam no exterior para os primeiros compromissos após a conquista do título da Copa América Centenário e disse que será necessário muito sacrifício para se classificar ao torneio na Rússia, já a partir dos duelos com Paraguai e Bolívia, no início de setembro.

"Não podemos nos agarrar ao que fizemos na Copa Centenário, ainda falta muito a disputar nessas Eliminatórias", disse o técnico. "Não estamos em primeiro, estamos em quarto e se queremos ir ao Mundial vamos ter que nos sacrificar muito e ganhar os pontos que nos permitam a estar entre os classificados", acrescentou.

A principal novidade da convocação foi o meio-campista Rodrigo Millar, do mexicano Morelia, que ficará com a vaga de Marcelo Díaz, do espanhol Celta de Vigo, que está suspenso do duelo com o Paraguai.

A lista conta com os principais nomes da seleção, como o goleiro Claudio Bravo, o defensor Gary Medel, o atacante Alexis Sánchez e o meio-campista Arturo Vidal. Além disso, Matías Fernández e Felipe Gutiérrez, que ficaram fora da Copa América Centenário por lesões, estão de volta ao time.

O Chile visitará o Paraguai, em Assunção, no dia 1º e receberá a Bolívia em 6 de setembro, em Santiago.

CONFIRA A LISTA DE CONVOCADOS DO CHILE

Goleiro - Claudio Bravo (Barcelona/Espanha).

Defensores - Gary Medel (Inter de Milão/Itália), Mauricio Isla (Cagliari/Itália), Eugenio Mena (São Paulo), Francisco Silva (Cruz Azul/México), Enzo Roco (Cruz Azul/México), Erick Pulgar (Bologna/Itália).

Meio-campistas - Arturo Vidal (Bayern de Munique/Alemanha), Marcelo Díaz (Celta de Vigo/Espanha), Felipe Gutiérrez (Betis/Espanha), Matías Fernández (Florentina, Itália), Rodrigo Millar (Morelia/México), Charles Aránguiz (Bayer Leverkusen/Alemanha), Edson Puch (Necaxa/México).

Atacantes - Alexis Sánchez (Arsenal/Inglaterra), Fabián Orellana (Celta de Vigo/ Espanha), Mauricio Pinilla (Atalanta/Itália), Eduardo Vargas (Hoffenheim/Alemanha).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.