Divulgação
Divulgação

Planejamento falha, e de novo São Paulo vai a decisões com interino

Milton Cruz tenta salvar o ano após ser técnico em duas eliminações

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

10 de novembro de 2015 | 07h00

O São Paulo ao fim de 2015 terá disputado três das suas quatro decisões com um treinador interino. A demissão de Doriva nesta segunda-feira vai fazer com que Milton Cruz dirija o time até o fim da temporada, quando vai definir o futuro da equipe no Campeonato Brasileiro, assim como fez no primeiro semestre, nas fases finais do Campeonato Paulista e da Copa Libertadores.

A saída de Doriva após sete jogos força a diretoria a recorrer ao coordenador técnico para tentar salvar o ano. Após a renúncia do presidente Carlos Miguel Aidar e as saídas de três treinadores, a equipe busca terminar o Brasileiro entre os quatro primeiros para chegar à Libertadores. E caberá ao substituto essa missão de minimizar a decepção pela confusa temporada.

De todas as competições disputadas pelo São Paulo em 2015, somente na Copa do Brasil o time terminou a participação sob o comando de um treinador efetivo. A queda na semifinal para o Santos foi na gestão de Doriva, que ainda assim, ficou apenas sete jogos no cargo e assumiu às pressas para substituir a saída de Juan Carlos Osorio para a seleção mexicana.

Antes da chegada do colombiano o São Paulo teve no comando durante dois meses o interino Milton Cruz. Dias depois de Muricy Ramalho se retirar do cargo por problemas de saúde, em abril, o coordenador técnico passou a comandar a equipe e teve logo no primeiro mês duas decisões. Ainda em abril foi eliminado na semifinal do Paulista pelo Santos e em maio, caiu diante do Cruzeiro, nos pênaltis, nas oitavas de final da Copa Libertadores.

Osorio chegou logo depois, em junho, para um projeto que seria de longo prazo, com contrato até o fim de 2017. Mas a passagem durou somente quatro meses e foi abreviada pelo convite da seleção mexicana. O colombiano ficou 28 jogos no cargo e entregou o São Paulo perto do G-4 do Brasileiro e classificado para a semifinal da Copa Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.