Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Plano de Muricy para tirar férias prolongadas surpreende diretoria

Cúpula não sabia de desejo do técnico de descansar por três meses

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

03 Março 2015 | 07h00

A diretoria do São Paulo ficou surpresa com a revelação do técnico Muricy Ramalho de que pretende tirar férias de três meses ao fim do ano, quando termina o contrato com o clube. A cúpula tricolor entende que o plano é uma decisão pessoal do treinador e caso Muricy realmente tome esse caminho, a ideia é oferecê-lo um cargo que tenha menor cobrança, como no comando nas categorias de base do clube.

Em entrevista ao jornal Diário de S. Paulo no último domingo o técnico disse que gostaria de descansar ao fim do contrato para aproveitar a família e viajar ao exterior. O período lhe afastaria da montagem do elenco e do começo da temporada 2016, caso renove o contrato.

Porém, os planos podem ser revistos já nos próximos meses. Caso o São Paulo faça uma boa temporada, conquiste títulos e garanta vaga na Libertadores do ano que vem, será muito difícil o técnico se ausentar do cargo.

Muricy vai completar 60 anos em novembro e passou por problemas recentes de saúde, como uma arritmia no ano passado e uma diverticulite em janeiro. O técnico tem reclamado ainda nas últimas entrevistas de problemas internos de relacionamento no clube, como de pessoas que querem a sua saída. "Meu sonho é acabar a carreira no São Paulo. Sei que é difícil, mas é um desejo que tenho", disse Muricy na última semana.

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo FC Muricy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.