Tom Havezzi/EFE
Tom Havezzi/EFE

Platini diz que debate sobre Copa de 2022 segue aberto

O dirigente francês obteve aprovação sobre uma alteração na data da realização da competição

AE-AP, Agência Estado

20 de setembro de 2013 | 09h45

DUBROVNIK, CROÁCIA - O presidente da Uefa, Michel Platini, adotou um discurso cauteloso nesta sexta-feira, ao comentar a possibilidade de mudança na data da Copa do Mundo de 2022 e declarou que nem todos os membros da entidade estão completamente empenhados com a proposta de que o torneio no Catar seja realizada no inverno.

Platini disse que "provavelmente nenhuma decisão será tomada" em 3 e 4 de outubro, apesar de declaração anterior de Joseph Blatter, presidente da Fifa, de que nessas datas o seu comitê executivo deve decidir "em princípio" que o torneio não pode ser jogado no verão do Catar. "Em termos específicos, não sabemos o que vai acontecer", disse Platini, sobre a reunião da Fifa, que se tornou foco de intensa especulação.

O dirigente francês obteve aprovação unânime das 54 associações da Uefa nesta semana sobre uma alteração na data da Copa de 2022. "Nós não dissemos que concordamos plenamente", disse Platini em uma entrevista no encerramento de um encontro de quatro dias da Uefa. "O que vai acontecer, isso é mais complicado e é difícil de discutir".

Platini, que votou no Catar para ser sede da Copa do Mundo de 2022 em dezembro de 2010, é a favor da realização da competição no inverno e prefere o mês de janeiro. Ainda assim, ele reconheceu nesta sexta que "talvez não seja possível" uma mudança para o verão.

A opinião na Europa está dividida e Platini precisa levar em consideração a oposição de influentes clubes europeus, ligas e sindicatos de jogadores que se recusaram nesta quinta-feira a concordar com qualquer alteração antes de serem incluídos em reuniões com a Fifa. "É uma discussão complicada, vamos deixar o senhor Blatter realizar essa discussão", disse Platini, insistindo que toda a questão é "problema da Fifa".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.