Platini espera Espanha na Euro, mas deixa decisão para Fifa

O presidente da Uefa, Michel Platini,disse na quarta-feira estar confiante de que a Espanha jogará aEurocopa deste ano, mas disse que cabe à Fifa decidir sobre umadisputa envolvendo o governo do país que pode custar a vaga daseleção espanhola na competição. O presidente da Fifa, Joseph Blatter, alertou a Espanha nomês passado que a decisão do governo espanhol de forçar a RealFederação Espanhola de Futebol (RFEF) de realizar eleições vaicontra as rigorosas regras da entidade máxima do futebol quedetermina a liberdade das entidades esportivas perante osgovernos. A punição para uma interferência deste tipo pode resultarna suspensão da seleção espanhola de torneios internacionais,como a Eurocopa deste ano. Os clubes do país também poderiamser retirados da Liga dos Campeões e da Copa da Uefa. "Posso dar duas respostas diferentes a isso", disse Platiniem entrevista coletiva. "Primeiramente, é problema da Fifa, nãoda Uefa. Isso tem a ver com os estatutos da Fifa", acrescentou. "A Fifa tem que tomar uma decisão e isso será discutido napróxima reunião do comitê executivo em Zurique na semana quevem." "Mas eu também posso dizer que estamos contentes em ter aEspanha, um grande país futebolístico, e que estou convencidode que a Espanha jogará a Euro 2008 e tudo ficará bem." O governo espanhol, por meio do Conselho de Esportes,determinou que todas as federações esportivas que não estiveremenvolvidas na Olimpíada de Pequim realizem eleições no primeirotrimestre de 2008, antes dos Jogos marcados para agosto. Neste mês o presidente da RFEF, Angel Maria Villar,desconsiderou a determinação em assembléia geral da entidade, econcordou em realizar uma nova eleição até 26 de novembro. A Eurocopa será realizada em junho em conjunto pela Áustriae pela Suíça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.