Leszek Szymanski/EFE
Leszek Szymanski/EFE

Platini fica satisfeito com preparativos da Polônia para Euro

Presidente da Uefa negou possíveis atrasos nas obras do país, que será sede conjunta com a Ucrânia em 2012

EFE,

16 de abril de 2009 | 12h08

O ex-jogador francês Michel Platini, presidente da Uefa, elogiou o andamento dos preparativos da Polônia para organizar a Eurocopa de 2012, que dividirá com a Ucrânia.

 

Veja também:

linkMichel Platini reitera apoio à Ucrânia para Eurocopa de 2012

 

"Não vejo nenhum problema", disse Platini em entrevista coletiva diretamente de Varsóvia, onde esteve para ver o andamento dos preparativos para o torneio.

 

O ministro de Esportes e Turismo da Polônia, Miroslaw Drzewiecki, e a federação local de futebol foram elogiados publicamente pelo presidente da Uefa.

 

Drzewiecki assegurou que o futuro estádio de Varsóvia será "o melhor" da Europa e explicou que Platini ficou satisfeito porque o local fica no centro da cidade, e não nos arredores - como ocorre em grande parte da Europa.

 

"Estamos dentro do plano de trabalho, portanto podemos dizer que passamos no exame", comentou o ministro. Ele reconheceu certa inquietação por conta da evolução dos preparativos na Ucrânia, mas reiterou que "tudo ficará bem".

 

Platini, que ontem foi a Kiev para acompanhar as obras e conversar com as autoridades ucranianas, se reuniu com os representantes de Gdansk, Poznan, Wroclaw, Cracóvia e Chorzow, as cidades polonesas que querem jogos da Eurocopa.

 

Apenas Varsóvia, palco da partida de abertura, tem assegurada a condição de sede do torneio. Embora a Uefa deva escolher quatro cidades polonesas e quatro ucranianas, é possível que a maioria das sedes fique na Polônia, onde os trabalhos de organização estão mais avançados.

 

A afirmação foi feita pelo coordenador da organização do torneio, Marcin Herra. Segundo ele, a Polônia só quer sediar a Eurocopa se tiver como parceira a Ucrânia - cujas cidades candidatas a sede são, além de Kiev, Dnipropetrovsk, Donetsk, Lviv, Odessa e Kharkov.

 

Rumores surgidos recentemente diziam que os ucranianos poderiam perder o direito de organizar a Eurocopa pelos atrasos na preparação.

 

Em 2007, a Uefa surpreendeu ao escolher os dois países como sede da Eurocopa de 2012. A decisão foi questionada pela falta de infraestruturas de Polônia e Ucrânia.

   

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.