Platini vê injustiça em suspensão de técnico do Arsenal

O francês Michel Platini disse nesta sexta-feira que pretende reconsiderar a legislação da Uefa que provocou a suspensão do técnico do Arsenal, Arsène Weger, por duas partidas da Liga dos Campeões da Europa. "Não me agrada esse regulamento", disse o presidente da Uefa.

AE, Agência Estado

26 de agosto de 2011 | 12h19

Platini se referia a proibição dos técnicos que estão suspensos e assistem a partida da arquibancada de se comunicarem com seus assistentes no banco de reservas. O dirigente indicou que a regra deve ser discutida com Wenger e outros treinadores na próxima semana em uma reunião na sede da Uefa. "Talvez a regra não seja boa, veremos", comentou.

A Uefa suspendeu Wenger por duas partidas por ter se comunicado com seus assistentes durante partida contra a Udinese pelos playoffs da Liga dos Campeões da Europa, quando cumpriu outra pena imposta pela associação. O treinador apelou da suspensão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.