Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Playoffs da Liga dos Campeões começam com United em campo

Equipes buscam vaga na fase de grupos da competição europeia

O Estado de S. Paulo com EFE

18 Agosto 2015 | 09h11

A definição dos últimos dez times da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa começará nesta terça-feira com a realização da primeira metade dos playoffs. A etapa terá confrontos de times de países tradicionais, como o Manchester United e Lazio, mas também a presença de representantes da Albânia e Casaquistão.

As equipes estão divididas em dois blocos, que não se cruzaram anteriormente na competição. Entre os "não-campeões", além do time inglês, estão na disputa Club Brugge (Bélgica), Lazio, Bayer Leverkusen, Sporting, CSKA Moscou, Rapid Viena, Shakhtar Donetsk, Valencia e Monaco.

O outro grupo é composto por times campeões nacionais, que avançaram depois de passar por, pelo menos, um "mata-mata". Os participantes deste bloco são Astana (Casaquistão), APOEL Nicósia (Chipre), Skënderbeu (Albânia), Dínamo de Zagreb (Croácia), Celtic (Escócia) e Malmö (Suécia), Basel (Suíça), Maccabi Tel Aviv (Israel), além de BATE Borisov (Bielo-Rússia) e Partizan (Sérvia).

Os confrontos serão em ida e volta, com a segunda partida na próxima semana, nos dias 25 e 26 de agosto. Em caso de empate em pontos e saldo de gols nos dois jogos, o primeiro critério de desempate é o número de gols marcados como visitante e, se persistir a igualdade, haverá prorrogação.

Nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), o grande destaque é o Manchester United, que ficou fora de competições continentais na temporada passada. A equipe comandada pelo holandês Louis Van Gaal irá estrear na Liga dos Campeões dentro de seus domínios contra o Brugge.

O dia também será de duelo entre o terceiro colocado do Italiano, a Lazio, e o quarto do Alemão, Bayer Leverkusen. O primeiro encontro ocorrerá na capital italiana.

Outro destaque é o jogo mais inusitado desta fase, envolvendo o Astana, que deixou para trás HJK Helsinque (Finlândia) e Maribor (Eslovênia), e o APOEL Nicósia (Chipre), que sonha em repetir o desempenho da temporada 2011/2012, quando foi às quartas de final.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.