Divulgação
Divulgação

Pleno do STJD analisará redução da pena de Héverton, da Portuguesa

Escalação irregular do jogador na última rodada do Brasileirão causou imbróglio com o clube

Marcio Dolzan, Agência Estado

27 de janeiro de 2014 | 16h33

RIO - O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) se reúne pela primeira vez neste ano no próximo dia 6 de fevereiro. Os nove auditores irão analisar recursos de 11 processos, incluindo dois de casos rumorosos do fim do ano passado: as punições a Vasco e Atlético-PR, e a suspensão de dois jogos imposta ao meia Héverton, da Portuguesa.

Expulso contra o Bahia na 36.ª rodada do Brasileirão, Heverton cumpriu suspensão automática no jogo seguinte, contra a Ponte Preta, mas foi punido por dois jogos no dia 6 de dezembro pela Quarta Comissão Disciplinar do STJD. Mesmo assim, o jogador entrou no fim da partida contra o Grêmio, válido pela última rodada, o que acabou causando a perda de quatro pontos à Portuguesa.

Heverton deixou a Lusa no fim do ano, e atualmente defende o Paysandu. Apesar disso, foi o próprio clube paulista que entrou com recurso no Pleno pedindo absolvição do atleta.

De acordo com um advogado especialista em direito desportivo ouvido pela reportagem, uma possível reconsideração da pena por parte do tribunal não teria efeito prático no outro julgamento do STJD, que tirou os quatro pontos da Portuguesa pela escalação de um jogador suspenso, "mas pode servir como novo argumento na Justiça comum".

Já Atlético-PR e Vasco vão tentar diminuir suas penas de perda de mando de campo. O clube paranaense foi punido com doze jogos, sendo seis com portões fechados. Os cariocas pegaram oito partidas de punição, metade delas sem torcida. Os dois clubes também receberam multas. As punições foram decorrentes das cenas de selvageria promovidas por torcedores dos dois times nas arquibancadas da Arena Joinville.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSTJDBrasileirãoPortuguesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.