Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

PM aumenta segurança para os jogos de domingo na Capital

Santistas estarão no Pacaembu e corintianos vão à Itaquera

Almir Leite e Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2015 | 20h11

A Polícia Militar vaireforçar seu efetivo e utilizar 220 homens no esquema de segurançapara os jogos de domingo do Campeonato Paulista. O Santos enfrentaráo Linense, no Pacaembu, às 16 horas, e o Corinthians vai receber oMogi Mirim, às 18h30, na Arena Corinthians.

O policiamento seráfortalecido por ser uma “situação de risco”, na visão dospoliciais, com dois jogos no mesmo dia. O reforço também atende auma recomendação do Ministério Público. No último clássicoPalmeiras x Corinthians, trabalharam 300 policiais.

A principal preocupaçãodo policiamento é a circulação dos torcedores no Metrô e nostrens da CPTM, antes e depois da partida. “Vamos monitorar todas asestações e oferecer escolta para as torcidas organizadas”, afirmao tenente-coronel José Balestiero Filho, comandante do 2º Batalhãode Choque da PM.

“Mesmo que oshorários das partidas sejam diferentes, dois jogos no mesmo diarepresentam um risco para a ordem pública”, completa Balestiero.

Os últimos detalhes daoperação de segurança serão definidos hoje, em uma reunião nasede da PM, com representantes do Metrô, CPTM e das torcidas.

Para evitar eventuaisconflitos, a PM chegou a pedir a alteração do jogo do Santos para aVila Belmiro, como previa a tabela inicial. O time santista, noentanto, interessado em maiores arrecadações, queria jogar nointerior. Como não apareceram interessados, decidiu atuar em SãoPaulo. A Federação Paulista, no entanto, não acatou o retorno dojogo para Santos.

Para evitar novassituações de risco no decorrer do Campeonato Paulista, a PM pediu aalteração na tabela da 10ª rodada, dia 15, quando Corinthians vaireceber o Red Bull Brasil e o Palmeiras enfrentará o XV dePiracicaba. Segundo a polícia, o jogo do Corinthians deverá serantecipado para o sábado, dia 14.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.