José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

PM diz que ação contra palmeirenses antes de clássico foi necessária

Confronto entre torcedores e policiais antes do clássico com o Corinthians causou pânico nos arredores do Allianz Parque

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2015 | 16h02

A Polícia Militar divulgou nesta segunda-feira uma breve nota oficial para comentar a confusão ocorrida entre os torcedores do Palmeiras e membros da corporação antes do clássico com o Corinthians, disputado no último domingo, no Allianz Parque. Segundo a nota, a postura agressiva dos policiais se fez necessária para evitar mais confusão.

"A atuação da Polícia Militar foi absolutamente necessária em virtude das agressões e atos de vandalismo praticados por torcedores. Eventuais denúncias de desvio de conduta serão apuradas com o máximo rigor", diz a nota divulgada pela PM.

Antes do início da partida, policiais entraram em choque com torcedores na rua Turiaçu e imediações do estádio. Os PMs usaram balas de borracha e gás de pimenta para dispersar os palmeirenses, que responderam arremessando pedras, copos, cadeiras e até as grades que serviam para organizar as entradas ao estádio.

Alguns torcedores que tinham ingresso decidiram não entrar na arena por receio, já que era necessário passar pelo local onde ocorria o confronto. Dentro do estádio, membros de duas torcidas organizadas do Corinthians trocaram socos, sendo necessária a intervenção da PM para acalmar os ânimos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.