PM espera clássico tranqüilo no Morumbi

Mesmo com o clima acirrado criado pelos jogadores de São Paulo e Santos, a Polícia Militar acredita em um clássico sem grandes problemas, domingo, às 16h, no Estádio do Morumbi. Os motivo são a realização do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, em Interlagos, e a pouca rivalidade entre as duas torcidas. "Apesar do clima hostil criado depois dos últimos jogos, acredito que será um clássico tranqüilo", afirma o major Fernando da Silva, do 2º Batalhão de Choque da PM, responsável pela segurança nos estádios. Segundo ele, a realização do GP do Brasil também ajudará a polícia. "E não existe uma grande rivalidade entre são-paulinos e santistas. E a Fórmula 1 vai dar uma boa esvaziada nesse jogo." Outro ponto positivo a favor da PM, segundo major Fernando, é o fato de o Morumbi possuir um moderno sistema de monitoramento, com 64 câmeras. "Isso nos ajuda muito a identificar torcedores. Facilita o nosso trabalho", diz o major Fernando. O esquema de polícia para o jogo será o de praxe. Para a segurança dos torcedores, a PM destacou 300 homens, que farão o monitoramento tanto dentro do estádio quanto fora dele. Haverá também o trabalho com cães, cavalaria, e Rocam (Rondas Ostensivas com o Apoio de Motos). "E sempre com contamos com a colaboração dos torcedores, que já sabem o que tem de ser feito até a entrada no estádio", lembra o oficial da PM. As recomendações são para que os torcedores cheguem ao Morumbi sem a camisa dos times e com antecedência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.