PM inova na segurança do clássico

Uma inovação no clássico entre São Paulo e Palmeiras, neste sábado à tarde, no Morumbi, será adotada pela Federação Paulista de Futebol para tentar diminuir os confrontos entre torcedores organizados. Depois que a partida terminar, os palmeirenses vão esperar dentro do estádio, por uma hora, até que todos os são-paulinos saiam do Morumbi."Nosso objetivo é contribuir com a PM para tentar reduzir ao máximo a violência entre os torcedores", disse o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero. "Foi uma medida tomada com cautela, para evitar que as torcidas se encontrem."Para o clássico deste sábado, a PM destacou um efetivo de 364 policiais. A abertura dos portões está prevista para as 13 horas. Os são-paulinos devem chegar pelas ruas Padre Lebret e Jules Rimet, e avenida Giovanni Gronchi (portões 3,4,5,6). Os palmeirenses, pelas avenidas Jorge João Saad e Francisco Morato (portões 2,15,16 e 18). "Há uma preocupação com os dois jogos na cidade (São Paulo x Palmeiras e Corinthians x Juventude, que será no Pacaembu às 20h30), mas isso aconteceu por causa das eleições, não teve como evitar", explicou o Major Augusto Fernando da Silva, do 2º Batalhão de Choque da PM, que comanda a segurança nos estádios de futebol.Segundo ele, a PM terá de ter atenção especial para evitar encontros de corintianos indo ao Pacaembu e são-paulinos e palmeirenses voltando do Morumbi. "Por isso, reforçamos todo o nosso efetivo, com motos, cavalaria e viatura", revelou o major.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.