PM investigado por abuso contra cruzeirense é afastado

O policial militar investigado por abuso de autoridade contra um torcedor do Cruzeiro no último domingo no Estádio Palestra Itália, na vitória do Palmeiras por 3 a 1 sobre o time mineiro, foi afastado do cargo e deve trabalhar na área administrativa até o término das apurações sobre sua conduta.

FABIANA MARCHEZI, Agencia Estado

16 de junho de 2009 | 11h37

De acordo com nota oficial divulgada pela PM na segunda-feira, o policial deve responder disciplinarmente pela sua ação e poderá ser punido, caso constatada a responsabilidade, após a conclusão do processo administrativo.

A confusão no Palestra Itália começou no primeiro tempo, quando palmeirenses teriam puxado faixas colocadas pelos cruzeirenses. A Máfia Azul, principal torcida organizada da equipe mineira, respondeu atirando objetos nos rivais. Foi quando os policiais resolveram intervir, de modo violento. Os ânimos se acalmaram por cinco minutos, mas no intervalo a Polícia Militar mais uma vez utilizou da violência para afastar a torcida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.