PM monta esquema para decisão da Copinha

A Polícia Militar já montou esquema de emergência parar evitar brigas entre torcedores, de Corinthians e São Paulo, na final da 35ª Copa São Paulo de futebol júnior, domingo pela manhã, no Pacaembu. A PM não quer que se repitam incidentes como os de quinta-feira, quando palmeirenses e são-paulinos arrumaram confusão em Santo André.Uma das providências foi limitar a venda dos ingressos somente até este sábado, das 9 às 17 horas, no Parque São Jorge e no Morumbi. Os portões do estádio serão abertos às 8 horas e as torcidas entrarão por lugares separados. A do São Paulo ocupará as arquibancadas lilás, as numeradas e o tobogã. O acesso será feito pelos portões 06, 10, 18 e 20.A PM também pede que os são-paulinos utilizem o metrô Clínicas. A torcida do Corinthians entrará pelo portão principal e pelo setor Laranja, através dos portões 15, 17 e 19. O acesso será pela Avenida Pacaembu. A PM pede aos corintianos que forem de metrô utilizem as estações Barra Funda e Marechal Deodoro.Violência - Antes de Palmeiras x São Paulo, pelas semifinais, torcedores dos dois clubes brigaram nos arredores do Estádio Bruno José Daniel. A maior vítima do tumulto foi o são-paulino Marco Antônio de Amorim e Silva, de 23 anos. Ele foi espancado por cerca de 40 palmeirenses e foi internado no Pronto Socorro de Santo André. Os incidentes podem atrapalhar os planos do presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, de trazer de volta as torcidas uniformizadas aos estádios paulistas.

Agencia Estado,

23 de janeiro de 2004 | 20h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.