PM reforça a segurança no Pacaembu

Escaldada pelos incidentes entre torcedores do São Paulo e Palmeiras ocorridos na Capital paulista, antes da vitória do Tricolor em São José do Rio Preto, a Polícia Militar elaborou um esquema de segurança reforçado para a partida entre Corinthians e Santos, domingo, às 16 horas, no Pacaembu. Serão, aproximadamente, 300 homens que vão acompanhar toda a movimentação dos torcedores, auxiliados por duas câmaras que identificarão possíveis baderneiros.Além de acompanhar a chegada ao estádio e monitorar o comportamento de corintianos e santistas durante a partida, principalmente para evitar invasões de campo, os policiais terão um cuidado extra na saída. Oficiais vão acompanhar o deslocamento de grupos que estejam a pé, de carro ou condução, a fim de evitar choques. "Vamos tomar conta deles até que se dissipem", informou o comandante do 2º Batalhão de Choque, coronel Jorge Augusto Rego. "Por ser um clássico, precisamos reforçar algumas providências."Uma das medidas que, segundo o comandante, vai auxiliar o trabalho da polícia é o fato de não haver venda de ingressos no dia do jogo. "Temos a garantia da Federação de que isso não vai acontecer, mesmo que sobrem entradas", informou o coronel Jorge Augusto Rego. Ele explica que a decisão é positiva, pois impede que torcedores aglomerem-se na entrada no Pacaembu com intenções distintas. "Uns querem entrar, outros comprar ingresso. Fica difícil controlar e organizar filas. Mas da forma como as coisas vão funcionar, tudo deve sair sem problemas", afirmou.Os ingressos para o clássico podem ser comprados nas bilheterias do Pacaembu ou no Parque São Jorge até ás 17 horas deste sábado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.