J. F. Diorio/Estadão
J. F. Diorio/Estadão

PM vai repetir bloqueio nas ruas do estádio do Palmeiras no domingo

Órgão afirma que bloqueio não é controle de acesso, mas sim medida de segurança

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2016 | 17h10

A Polícia Militar vai repetir o bloqueio das ruas próximas ao estádio Allianz Parque para o jogo entre Palmeiras e Internacional no domingo. De acordo com a PM, a ação não se trata de controle de acesso, mas sim de uma "medida de segurança" e será realizada nos jogos de futebol e também nos shows.

"Não se trata de proibição de acesso, mas, sim, de uma medida de segurança e controle com o objetivo de evitar a aglomeração de pessoas alheias ao evento, aglomeração essa considerada como ambiente favorável à prática de furtos e roubos", diz a PM. Ainda de acordo com o documento, a medida "segue o padrão adotado na Copa do Mundo FIFA 2014 e nos Jogos Olímpicos 2016".

No jogo contra o Sport, dia 23 de outubro, as interdições atingiram as ruas Palestra Itália, Caraíbas e Padre Antonio Tomás. Os comerciantes ambulantes, com venda de lanches e bebidas, não puderam trabalhar. Os bares, por outro lado, funcionaram normalmente. 

A medida contou com a colaboração de vários órgãos. "Essa medida é resultado da coordenação de esforços entre a Polícia Militar, da Sub-Prefeitura da Lapa (responsável pela fiscalização de venda irregular de produtos por meio de vendedores ambulantes), Companhia de Engenharia de Tráfego, SP Trans, Guarda Civil Metropolitana", finaliza a Polícia Militar.

O controle de acesso divide opiniões. Paulo Castilo, promotor de justiça do Juizado Especial Criminal de São Paulo e do Juizado do Torcedor, apoia a iniciativa. "Antes do bloqueio, as ruas próximas do estádio eram uma terra sem lei com venda ilegal de bebidas, furtos de celular e os moradores não conseguiam sair. Depois, a ordem pública foi retomada", opina.

Nas redes sociais, torcedores consideraram a medida "absurda" no dia em que ela foi realizada e criticaram o cerceamento do direito de ir e vir do torcedor. Outros argumentam que a aglomeração na porta do estádio é uma prática tradicional dos palmeirenses. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.