Poborsky anuncia que vai se aposentar da seleção checa

O meia Karel Poborsky, de 34 anos, anunciou nesta terça-feira que está deixando a seleção da República Checa, logo depois de disputar sua primeira Copa do Mundo - e ser eliminado na primeira fase, após uma vitória por 3 a 0 sobre os Estados Unidos e derrotas por 2 a 0 para Gana e Itália. "Sou muito grato por tudo o que vivi na seleção, mas agora ela já é um capítulo encerrado para mim, serei somente um torcedor", disse o meia, que estreou pela equipe nacional em 1994, numa vitória por 4 a 1 sobre a Turquia - foi a primeira partida da seleção depois da separação da Checoslováquia. Poborsky, que se aposenta como jogador que mais vezes defendeu a República Checa, com 118 jogos, foi um dos destaques da equipe na conquista do vice-campeonato da Eurocopa de 1996, disputada na Inglaterra. A equipe perdeu a final para a Alemanha por 2 a 1, em jogo decidido na morte súbita. O jogador disse que, antes da aposentadoria definitiva, deve disputar mais uma temporada por seu atual clube, o Budejovice, que disputa a primeira divisão do país, e do qual é também presidente e co-proprietário. Poborsky defendeu, entre outros clubes, os rivais checos Slavia e Sparta Praga, o Manchester United, o Benfica e a Lazio.

Agencia Estado,

11 Julho 2006 | 14h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.