J. F. Diório/Estadão
J. F. Diório/Estadão

'Pode vir o Guardiola. Tem que mudar a postura', diz Lucas

Lateral do Palmeiras cobra atitude dos companheiros

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

10 de junho de 2015 | 12h41

O elenco do Palmeiras treinou na manhã desta quarta-feira pela primeira vez após a demissão do técnico Oswaldo de Oliveira e o clima entre os jogadores foi de poucas risadas e muita concentração. Na terça-feira, pouco depois do anúncio da queda do treinador, alguns reservas participaram de um jogo-treino contra o São Caetano, mas somente nesta quarta, a maioria dos jogadores foi ao gramado. Ao final da atividade, o lateral-direito Lucas deu entrevista coletiva e deixou claro que não adianta mudar a comissão técnica se a postura de todo o grupo continuar a mesma.

"Pode trazer o Guardiola, se não mudarmos a postura, não vai adiantar nada. Temos que reagir e mudar. Quando tem essa mudança (de comissão técnica) é para darmos uma resposta. Quem não estava sendo aproveitado passa a ter outra expectativa e começa a treinar diferente, pois ganha um novo ânimo. Isso fortalece e muda o grupo. Agora é treinar e se dedicar ainda mais. Quem estava se sentindo largado, tem que render mais", analisou o lateral, um dos destaques do Palmeiras na temporada e que chegou ao clube por indicação de Oswaldo de Oliveira.

Lucas disse que os jogadores se sentem culpados pela queda do treinador. "O treinador não entra em campo. São os jogadores que estão ali dentro e precisam dar essa resposta. Todos os jogadores tiveram oportunidades, uns mais outros menos, mas o futebol é feito de oportunidades. É um trabalho que é quebrado e agora virá um outro treinador e vamos recomeçar o trabalho", completou.

Nesta quarta, o elenco foi dividido em três times e o técnico interino Alberto Valentim comandou uma atividade tática, em que a novidade foi a presença do atacante Alecsandro entre os jogadores. Ele já passou por exames médicos e deve ser anunciado como reforço ainda nesta quarta-feira.

Sobre Alberto Valentim, Lucas contou que aproveita o fato do interino ter sido lateral para pegar algumas dicas. "Isso para mim é legal, pois estamos sempre trocando ideias. Tenho certeza que ele vai trabalhar muito nesses jogos para nos ajudar", disse.

O elenco palmeirense volta aos treino na tarde desta quarta-feira, em atividade que será fechada para a imprensa. Enquanto isso, a diretoria negocia a contratação de um novo treinador e Marcelo Oliveira continua sendo o primeiro nome da lista. O presidente Paulo Nobre espera fechar com um novo comandante ainda essa semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.